O Estado do Paraná registra 98.213 pessoas atingidas pelos temporais que ocorreram na noite desta segunda-feira, 7, e madrugada de terça, 8. Nos 35 municípios afetados, são 3.344 pessoas desalojadas e 72 desabrigadas, segundo a Defesa Civil. O relatório indica ainda que 24.215 casas foram danificadas.

As chuvas provocaram estragos mais fortes nas regiões oeste e sudoeste do Paraná, sendo que a cidade de Foz do Iguaçu decretou estado de emergência, uma vez que teve 90% das casas da região sul do município destelhadas.

Além dos prejuízos materiais, 15 pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave no município de Planalto. O coordenador da Defesa Civil, coronel Edemilson de Barros, afirma que os levantamentos estão sendo realizados e há a possibilidade de outras cidades entrarem em estado de emergência.

Segundo Barros, foram enviadas 200 bobinas de lonas para tender às pessoas que tiveram as casas destelhadas. “Muitas pessoas sobem nos telhados das casas para consertar os estragos e, com a estrutura úmida e escorregadia pelas chuvas, é comum que ocorram quedas. É preciso ter cuidado para evitar acidentes”, alerta o coronel.

O Serviço de Meteorologia do Paraná (Simepar) prevê que o tempo deve melhorar nesta quarta-feira, 9, mas que deve voltar a chover na quinta, 10, com riscos de novos temporais.