O motivo do fechamento da pista principal do aeroporto de Congonhas às 12h26 desta sexta-feira (27), cinco minutos após ter sido reaberta pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), foi a falta de um documento chamado Notice Air Man (Notam), necessário para a liberação das operações. A responsável pela emissão do documento é a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que fez isso apenas por volta das 14h15, segundo a Infraero.

A Aeronáutica não confirmou esta informação, limitando-se a informar que as operações em Congonhas estão regularizadas para pousos e decolagens no momento.