Pela primeira vez desde janeiro 1856, quando o primeiro cemitério foi inaugurado na capital paulista, uma cova não será cavada com uso de pás. A partir da próxima semana, mini-escavadeiras vão substituir o trabalho manual na abertura de novos túmulos em três cemitérios da cidade de São Paulo.

As escavadeiras serão operadas pelos coveiros, que vão passar por curso de capacitação. Segundo o Serviço Funerário do Município de São Paulo, o objetivo é melhorar as “condições de trabalho dos sepultadores”. Hoje, eles usam pás para abrir, em média, de 40 a 50 novas covas todos os dias.

A previsão é que outras unidades de quadra geral e onde há muitos enterros diários também sejam equipadas com as pequenas escavadeiras – o próximo da lista seria o Cemitério Dom Bosco, mais conhecido como Cemitério de Perus, na zona norte da cidade.