O número de atendimentos médicos nos postos do Sambódromo e Terreirão do Samba, no Rio, aumentou no segundo dia de desfiles das escolas de samba, segundo a prefeitura.

Até as 4 horas desta terça-feira, dia 8, os postos médicos da Prefeitura, no Sambódromo e no Terreirão do Samba, já haviam realizado 472 atendimentos. Desse total, 7 pessoas precisaram ser transferidas para os hospitais municipais Souza Aguiar, Salgado Filho e Miguel Couto.

O local que atendeu o maior número de pessoas, de acordo com a prefeitura, foi o Posto 7, com 95 atendimentos e uma transferência, e os de menor procura, foram o Posto 2 e Terreirão 1, com 28 consultas em cada.