A bancada do PT no Senado decidiu hoje, por consenso, não assinar o requerimento
de criação da CPI dos Correios. Durante a reunião da bancada, o presidente Luiz
Inácio Lula da Silva telefonou do Japão e conversou com o líder do governo,
senador Aloizio Mercadante (PT-SP), a quem disse que o governo vai tomar todas
as providências para apurar as denúncias de existência de um esquema de cobrança
de propinas na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), com
envolvimento de políticos do PTB e ocupantes de cargos na empresa por eles
indicados.

O líder do PT, senador Delcídio Amaral (MS), disse que a
decisão da bancada foi única, acompanhando orientação do diretório nacional do
partido. "Os senadores entenderam que a CPI é um palco político sobre um fato
isolado", afirmou.