Semana passada, a GM apresentou à imprensa especializada, o Chevrolet Agile (pronuncia-se Ágile), primeiro modelo do Projeto Viva que até o dia 19 de outubro estará chegando às concessionárias da marca em duas versões (LT e LTZ), custando entre R$ 37.708 e R$ 42.706.

Apresentado em Mendonza, na Argentina, o novo “hatchback” foi criado e desenvolvido totalmente no Brasil pelas áreas de “design” e engenharia brasileiras no novo Centro Tecnológico em São Caetano do Sul (SP) e no Campo de Provas da Cruz Alta, em Indaiatuba (SP).

Ele traz a nova identidade global da Chevrolet, com a grade do radiador dividida pela barra central onde está estampada a gravata dourada da marca. Com isso formam duas entradas de ar.

Os faróis são grandes e seguem da parte frontal até as laterais do carro. Esse design escolhido pelos estilistas deu um ar mais robusto ao carro, quando observado de frente.

A parte traseira também chama a atenção com seus detalhes e vinco. Em seu interior, um bom espaço interno. Além disso, o Agile inaugura a tendência dos interiores dos próximos modelos da marca, com leveza e requinte, com iluminação Ice Blue, “display” digital e detalhes cromados.

Características de uma minivan estão presentes no Agile como a posição mais alta de dirigir do motorista e a flexibilidade dos bancos. O Agile tem bom espaço no porta-malas (327 litros), chegando a acomodar 1.140 litros com o banco traseiro e o banco do passageiro dianteiro rebatidos.

Seu painel de instrumentos é bem interessante. Mistura instrumentos digitais e analógicos, com a nova iluminação Ice Blue (nova identificação da Chevrolet), e efeitos diferenciados, onde os ponteiros ficam escondidos com o painel desligado.

A versão básica (LT) vem equipada com ajuste de altura do banco do motorista, direção hidráulica, limpador e desembaçador do vidro traseiro, piloto automático, computador de bordo, acendimento automático dos faróis, rodas de aço de 15 polegadas, molduras laterais na cor preta, travas elétricas, vidros dianteiros elétricos, alarme e ar condicionado.

Sob o capô das duas versões do Chevrolet Agile está o já conhecido motor Econo.Flex 1.4 litro, desenvolvido pela GM Powertrain do Brasil, que gera 102 cavalos a 6.000 rpm e 13,5 mkgf de torque máximo quando abastecido com álcool e 97 cv a 6.000 rpm e 13,2 mkgf de torque máximo a 3.200 rpm, com gasolina. O Agile foi totalmente desenvolvido no Brasil, mas é produzido na fábrica da GM em Rosário, na Argentina.

Mas a última palavra sobre o carro ficará por conta do consumidor, que dentro de algum tempo dirá se o carro preenche suas necessidades e seus anseios, como um carro de linhas modernas, confortável, confiável e de preço acessível. (BN)