Quebra do câmbio na primeira corrida atrapalhou o piloto curitibano Valmor Emílio Weiss (Corujão/Benner Solution/V.Weiss Express) de uma melhor classificação no Brasileiro de Marcas e Pilotos 2011, realizada no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais, no fim de semana (3 e 4/12). O título foi conquistado pelo piloto catarinense Marcel Rodrigues e em segundo lugar ficou seu conterrâneo James Ramos.

         Durante o treino classificatório, realizado no sábado, o Gol n.º 19 de Valmor Emílio estava com problemas de câmbio e marcou apenas o tempo de 1min42s238, largando apenas da oitava posição do grid. Nas voltas livres para o alinhamento da primeira corrida, realizada no domingo pela manhã, Valmor Emílio teve um pneu furado e bateu forte, tendo que largar dos boxes, após sua equipe arrumar o carro. O piloto até tentou uma recuperação, mas quebrou o câmbio na sétima volta, quando ele já havia feito dez ultrapassagens. Ao fim de 15 voltas, vitória de Marcel Rodrigues, seguido de James Ramos e Pierre Sabbagh.

Na segunda corrida, realizada no domingo à tarde, Valmor Emílio teve que largar da última posição (27.º lugar), por ter trocado a caixa de câmbio no intervalo das corridas. O piloto curitibano passou a fazer sua corrida de recuperação, conquistando a oitava posição na segunda volta. Na quinta volta era o sexto colocado e chegou a estar em terceiro lugar na oitava volta. Mas completou a prova em quinto lugar, na vitória de Marcel Rodrigues, com James Ramos em segundo e Adriano Reisdorfer em terceiro lugar. “Demoramos para acertar o carro, o que prejudicou o desempenho na primeira corrida. Mas ele estava perfeito na segunda prova, onde consegui fazer uma boa corrida de recuperação, mas não deu para “brigar” pela vitória”, declarou Valmor Emílio Weiss (Corujão/Benner Solution/V.Weiss Express).

– Classificação –

Somados os pontos das duas baterias disputadas, a classificação final do Brasileiro de Marcas e Pilotos 1.6 2011 foi a seguinte:1.º) Marcel Rodrigues (SC), 50 pontos; 2.º) James Ramos (SC), 40; 3.º) Rodrigo Cruvivel (GO), 19; 4.º) Davi Dal Pizzol (SC), 18; 5.º) Adriano Reisdorfer (PR), 16; 6.º) Pierre Sabbagh (SC), 16; 7.º) Guto Baldo/Beto Cazuni (PR), 14; 8.º) Luís Pielak (PR), 14; 9.º) Valmor Emílio (PR), 12; e em 10.º) Christian Matuzalem (RS)/Renato Constantino (DF), 11.