Valquir Aureliano / GPP
Valquir Aureliano / GPP

Ferreira disperdiçou grandes oportunidades no jogo de hoje.

Depois de mais de 100 dias o Atlético voltou a somar três pontos no Joaquim Américo. O Furacão venceu o Juventude, por 1 a 0, gol de Dennis Marques, no último minuto de jogo. A vitória reabilita o time, que sai temporariamente da zona de rebaixamento, e dá sobrevida ao técnico Givanildo de Oliveira, que, minutos antes da partida, ouviu a manifestação da torcida em favor de sua saída do clube.

Apresentando um bom futebol e dominando a partida desde o início do primeiro tempo, o Atlético pecava nas finalizações. Ainda na primeira etapa, o Atlético poderia ter saído com vantagem no marcador, não fosse a falta de pontaria de Evandro, que mandou uma bola no travessão, aos 20 minutos, e Ferreira que desperdiçou diversas oportunidades.

No segundo tempo o Rubro-negro voltou pressionando a equipe gaúcha, entretanto, a baixa eficiência nas finalizações favorecia o visitante e começava a irritar os poucos torcedores presentes na Arena.

O Furacão criou mais chances depois das entradas de Fabrício e Dennis Marques, nos lugares de Evandro e Danilo, respectivamente.

Contudo, o gol salvador só veio nos apagar das luzes. Num cruzamento de Fabrício, Dennis Marques subiu e mandou pro fundo das redes do goleiro André. Festa na Arena, mesmo com a reclamação do técnico do Juventude, Hélio dos Anjos, que reclamou impedimento do avante atleticano.

Com a vitória em casa, que não acontecia desde a partida contra o Rio Branco (ainda sob o comando técnico do alemão Lothar Mattäus), o Atlético soma nove pontos na competição e sai temporariamente da zona de rebaixamento.

Na próxima partida, válida pela nona rodada do Brasileirão, o Rubro-negro terá uma verdadeira pedreira pela frente. O Furacão entra em campo, já na próxima quarta-feira, em Belo Horizonte, onde enfrenta o líder Cruzeiro, no Estádio do Mineirão.