A maioria dos homicídios dolosos ocorridos em 2006 no Estado do Rio de Janeiro foi produzida por arma de fogo. Este dado está no Relatório "Bala Perdida", elaborado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio de Janeiro. Foram registradas 6.326 vítimas desse crime e 4.539 delas foram por arma de fogo, ou seja, 71,8% do total.

O relatório aponta ainda que, do total de homicídios por armas de fogo, 19 (0,4%) decorreram de bala perdida. O perfil traçado revela que as vítimas por bala perdida são, na sua maioria, adultos (47,4%) entre 30 e 59 anos. As crianças constituíram 5 3%, com idade de zero a 11 anos.

Um fato relevante apontado pelo estudo é que 68,4% das vítimas eram do sexo masculino, enquanto 31,6% do sexo feminino, quando se considera a "bala perdida" um evento aleatório. Levando em conta o local do fato, 78,9% dos registros ocorreram em via pública e 15,8% no interior da residência.

Janeiro

O mês de janeiro de 2007 contabilizou 526 vítimas, sendo 382 decorrentes de arma de fogo, o que corresponde a 72,6% do total. Dessas vítimas, três foram decorrentes da "bala perdida", uma era criança (zero a 11 anos), um adolescente (12 e 17 anos) e um adulto (30 a 59 anos). Todas as vítimas eram do sexo masculino e as três ocorrências aconteceram em via pública.