Foi tranqüila a situação no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, na manhã deste sábado. O movimento, reduzido devido ao menor fluxo de passageiros no meio do feriadão, deverá aumentar significativamente amanhã, quando termina a folga prolongada.

Teve gente que preferiu antecipar em um dia sua viagem de volta para escapar dos transtornos de prováveis atrasos no domingo. Foi o caso do comerciante capixaba Sílvio Luís Borba, de 48 anos que embarcou para Vitória (ES) hoje, às 12 horas: "Já fiz o que tinha de fazer por aqui e, para evitar problemas com conexões no Rio de Janeiro, resolvi voltar um dia antes"

Em Curitiba, o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba), não registrou problemas como cancelamentos de vôos ou atrasos ocasionados pela crise que envolve os controladores do tráfego aéreo. Apenas dois vôos foram cancelados, ambos sairiam de São Paulo com destino a Curitiba. Mas, segundo funcionários das empresas Varig e Gol, responsáveis pelos vôos, esses cancelamentos estavam previstos por causa da baixa procura nos últimos dias e não estavam relacionados à crise dos aeroportos