A chuva que cai desde o final de semana na região Norte do Estado está ajudando a Sanepar a normalizar o abastecimento de água em cidades como Jandaia do Sul.

?A crise no abastecimento acabou?, afirma o gerente regional da empresa, Antonio Mauro de Souza. Segundo ele, choveu cerca de 108 milímetros nos últimos quatro dias, volume suficiente para a Sanepar voltar à produção normal de água tratada na cidade.

A estiagem, que desde fevereiro vinha castigando o Rio Marumbizinho, manancial responsável pelo abastecimento local, havia obrigado a Sanepar a implantar um sistema de racionamento de água no mês de agosto. Caminhões-pipa locados pela empresa e mais uma carreta da Defesa Civil garantiam o abastecimento, sobretudo de hospitais, creches e escolas.

O presidente da Sanepar, Stênio Jacob, esteve em Jandaia do Sul duas vezes durante o período crítico. Na última visita, no dia 2 de setembro, ele afirmou que a empresa está buscando soluções definitivas para o abastecimento da cidade. Uma delas é a perfuração de um poço no Aqüífero Guarani, que já está sendo viabilizada. Outro poço, próximo à mina do Vinhole, está sendo perfurado para garantir reforço de mais 300 metros cúbicos por dia para abastecer Jandaia.

Stênio também anunciou que a Sanepar está acelerando estudos para uma ação ambiental no município, em parceria com a prefeitura e outras entidades, para recuperar o Rio Marumbizinho.

Recuperação

A Sanepar realiza, nesta quinta-feira, uma reunião com representantes da prefeitura, vereadores, Emater, Secretaria do Meio Ambiente, IAP e Suderhsa para apresentar um plano de recuperação da bacia do Marumbizinho. Segundo o gerente Antonio Mauro Souza, a ação deve acontecer independentemente do afastamento da crise.

?Podemos trabalhar com mais tranqüilidade, mas não vamos abandonar os planos traçados para garantir segurança na produção de água para o futuro?, diz. Ele afirma que, por enquanto, os caminhões-pipa e a carreta da Defesa Civil que ajudaram durante a crise ficarão à disposição do município, mesmo com a situação resolvida.

Souza destaca a participação do prefeito Moacir Bruzon e sua equipe na gestão da crise. ?Fizemos, juntos, tudo o que foi possível para minimizar o desconforto gerado pela estiagem?, garante. Ele ressalta que houve colaboração da população no uso adequado da água. ?Foi algo exemplar. Aos poucos cada um foi fazendo a sua parte para garantir o bem estar coletivo?. O gerente lembrou que o bom senso na utilização da água deve prevalecer, mesmo com a situação normalizada.

Normalidade

Jandaia do Sul apresentava a situação mais crítica da região do Vale do Ivaí. Porém, Apucarana, Cambira, Califórnia e São João do Ivaí também sofreram com a estiagem e permaneceram em situação de alerta por vários dias. Segundo a Sanepar, as chuvas também garantiram a normalização do abastecimento destas localidades.