a_bela_e_a_fera.jpgDepois de uma temporada de sucesso em 2005 e de ter sido a atração infantil com mais público durante o Fringe/2006, volta em cartaz no Teatro Fernanda Montenegro, a super produção infantil da Cia. Máscaras de Teatro, A Bela e a Fera.
 
A vontade de montar ?A Bela e a Fera? ocupa a mente de João Luiz Fiani, desde que assistiu pela primeira vez a montagem feita na Broadway: – ?Fiquei fascinado pela magia que o espetáculo traz?, conta o diretor com o ar quase que de uma criança ao lembrar do que sentiu.

Para a criação do texto, uma pesquisa profunda foi feita envolvendo tanto o conto clássico francês ?A Bela e a Fera? de ?Marie Le Prince de Beaumont?, de 1756, onde um rico mercador tinha três filhos e três lindas filhas invejosas e mal-criadas, que implicam com a ?Bela? por causa de sua paixão pelos livros, quanto a versão de Walt Disney, 1991, onde a história teve mudanças significativas como a transformação do pai em um inventor; eliminação dos irmãos e irmãs da ?Bela? para que fosse acentuada sua inteligência e independência; e a criação dos coadjuvantes da ?Fera? (que também ganhou diálogos) no castelo.

A Bela e a Fera conta a história de um príncipe muito maldoso que maltrata uma velha senhora que na realidade era uma bela feiticeira, a qual lança sobre ele um feitiço transformando-o em uma terrível fera. O príncipe só voltaria ao normal quando conhecesse verdadeiramente o amor. Esse amor vem através de Bela, uma moça simples, porém muito inteligente, que adora ler. O pai de Bela é um inventor que a caminho de uma feira de ciências é capturado pela Fera e preso em seu castelo, ao saber disso Bela vai até lá tentar salvar seu pai e fica prisioneira em seu lugar, assim ela e a Fera se conhecem melhor, se apaixonam e o encanto é quebrado trazendo de volta o belo príncipe.

O espetáculo é uma superprodução com 34 atores em cena e além da direção primorosa de Fiani, tem a assistência de direção de Marino Jr., os adereços e figurinos de Thamis Barreto, a sonoplastia de Jader Alves, aliadas a músicas especialmente criadas para o espetáculo por Marcyo Luz, combinadas com coreografias da premiada coreógrafa Deborah Kramer, e os cenários de Leopoldo Baldessar, que fazem um time de primeira linha do teatro paranaense.

Todo este empenho focado no objetivo único de trazer para o público curitibano uma produção musical de altíssimo nível mostrando toda a beleza e o amor que só ?A Bela e a Fera? pode alcançar.

A produção é esmerada e conta com um elenco afinado de 34 atores, entre eles nomes de destaque no cenário das artes cênicas de Curitiba, como Jader Alves, Mônia Sartor e Cláudio.

?Conduzir uma produção desse porte não foi tarefa das mais fáceis?, conta Fiani, ?porém, ver o resultado é um grande prazer e tenho certeza que as crianças que forem ao Teatro Fernanda Montenegro irão sair de lá encantadas, o que é a coroação do nosso esforço?, complementa o autor e diretor.

O espetáculo fica em cartaz somente aos domingos, sempre às 16 horas, no Teatro Fernanda Montenegro (Shopping Novo Batel), até o dia 18 de junho.

Serviço
A Bela e a Fera
Teatro Fernanda Montenegro, sempre aos domingos às 16 horas, em cartaz até 18 de junho. Ingressos: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (estudantes e crianças até 12 anos). Informações: fones 3232-8108 / 3232 4499