Em clima de diversão e sem grandes responsabilidades, o italiano Valentino Rossi testou o carro da Ferrari nesta quinta-feira, no circuito de Mugello. O octocampeão mundial de motovelocidade completou 51 voltas na pista, sendo 26 pela manhã e 25 à tarde.

Rossi pilotou um modelo F2008 – idêntico ao usado por Felipe Massa e Kimi Raikkonen no GP do Brasil – com o número 46, consagrado por ele nas pistas da MotoGP. Em sua melhor volta, o “Doutor” cravou 1min22s5.

Embora os tempos não fossem o foco do teste, a marca de Rossi é considerada boa. Em treinamentos voltados para a obtenção de voltas rápidas, Massa e Raikkonen costumam virar em torno de 1min21s0 – o recorde da pista pertence a Rubens Barrichello, 1min18s704, em 2004, ainda com motores V10.

O desempenho também agradou a Rossi. “Pela análise dos tempos, acho que com muito empenho e engajamento, eu conseguiria ser um bom piloto na Fórmula 1. É difícil saber se seria um vencedor, mas acho que teria potencial”, afirmou o italiano, que já deixou claro que não tem intenção de trocar as duas rodas pelo automobilismo profissional.