Último brasileiro vivo na chave de simples do Brasil Open, João Souza foi eliminado na segunda rodada da competição disputada em São Paulo, nesta quinta-feira. Feijão, como é mais conhecido, foi superado pelo espanhol Pablo Carreño Busta, principal favorito ao título, pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2.

Antes de Feijão, que entrou na competição por convite, haviam sido eliminados Thomaz Bellucci, Rogério Dutra Silva, Orlando Luz e Thiago Monteiro, todos logo na rodada de abertura. Feijão fora o único a vencer ao menos um jogo na chave de simples, ao superar o argentino Horacio Zeballos. Mas, na segunda rodada, precisou enfrentar o cabeça de chave número um.

Vindo do vice-campeonato do Rio Open, Carreño Busta só deu chances ao brasileiro, 131º do ranking, no set inicial. Feijão chegou a faturar uma quebra de saque, dando trabalho para o favorito. Mas o espanhol obteve duas quebras e levou o set inicial.

Na segunda parcial, o 23º colocado do ranking da ATP cresceu em quadra e sequer teve o saque ameaçado. Impondo pressão, conseguiu quebrar o saque de Feijão por duas vezes e encaminhou a vitória ao fim de 1h05min de confronto.

Nas quartas de final, Carreño Busta terá pela frente o italiano Fabio Fognini, quinto cabeça de chave. Fognini, 42º do mundo, superou o compatriota Alessandro Giannessi em dois tie-breaks, com parciais de 7/6 (7/1) e 7/6 (7/3).

Mais cedo, o uruguaio Pablo Cuevas venceu mais uma e garantiu seu lugar nas quartas de final. Cabeça de chave número 3, Cuevas é o atual bicampeão do Brasil Open. E, nesta quinta, derrotou o argentino Facundo Bagnis por duplo 6/2. O próximo rival de Cuevas vai sair do duelo entre o austríaco Gerald Melzer e o argentino Diego Schwartzman.