A Uefa informou nesta quinta-feira que baniu de forma definitiva do futebol o juiz ucraniano Oleh Orekhov, acusado de manipulação de resultados. Os jogos prejudicados pelo árbitro, no entanto, não foram revelados.

Segundo afirmou a Uefa, “as informações em curso da investigação coordenada pela polícia alemã são de manipulação de jogos e corrupção”. A instituição declarou ainda que as práticas de Orekhov quebraram “os princípios de lealdade e integridade”.

Agentes do crime organizado ainda investigam em Bochum, na Alemanha, mais de 200 partidas suspeitas em pelo menos 11 países. Em fevereiro, quando Orekhov foi suspenso preventivamente por 30 dias, a Uefa já havia banido o juiz Novo Panic, da Bósnia.