A véspera da partida contra o Fluminense, válida pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, foi marcada por protestos de torcedores do Palmeiras. Neste sábado, membros da torcida Mancha Alviverde bloquearam o portão de entrada da Academia de Futebol e aumentaram o clima de tensão no clube, em crise após a queda nas semifinais da Copa Sul-Americana.

No protesto, os torcedores colocaram faixas amarelas e pretas no portão, além de amarrarem correntes e colocado cadeados no CT palmeirense. Posteriormente, a entrada foi liberada pela polícia. Eles mostraram faixas com inscrições como “Fechado por incompetência”, “Time sem vergonha”. Em outra, lembrou vexames históricas como a eliminação da Copa do Brasil de 2002 pelo ASA, e a derrota para Inter de Limeira, no Campeonato Paulista de 1986, além de quedas mais recentes na Sul-Americana para o Goiás e na Copa do Brasil para o Atlético Goianiense.

Os membros da Mancha Alviverde exigiram, com cânticos, que o time perca o jogo contra o Fluminense, na Arena Barueri. Uma vitória do Palmeiras na partida de domingo ajudaria o Corinthians, que luta contra o time carioca e o Cruzeiro pelo título do Brasileirão. Assim, sob pressão, a equipe vai disputar a sua penúltima partida da temporada no fim de semana.