A auditora da 1.ª comissão disciplinar do TJD-PR, Gizelle Amboni Petri, concluiu o inquérito que investigava a acusação de que o Rio Branco atuou com um jogador irregular no 1.º turno do Estadual e deu parecer favorável para que a denúncia seja acatada pelo tribunal.

O Leão da Estradinha poderá ir a julgamento pelo artigo 214 do CBJD, que prevê a perda do dobro de pontos dos jogos em que o atleta Adriano de Oliveira Santos tenha atuado.