Felipe Lessa, com reportagens de Clewerson Bregenski, Irapitan Costa e Rodrigo Sell

Os técnicos de Atlético, Coritiba e Paraná Clube acompanharam o anúncio dos convocados para a Seleção Brasileira, ontem, e, como a esmagadora maioria, também opinaram sobre a lista de Dunga. Apesar de ausências como Adriano, Neymar e Ganso, Leandro Niehues, Ney Franco e Marcelo Oliveira absolveram o colega de profissão das críticas recebidas pela imprensa de todo País. Nenhum discordou do treinador canarinho, que chegou a ser elogiado por levar para a África do Sul somente atletas vistos como disciplinados.

“O Adriano, por exemplo, deixou a desejar nessa parte. Até talvez por problemas particulares. Mas achei que o Dunga ganhou pontos com o grupo por valorizar o profissionalismo”, disse o comandante atleticano, Leandro Niehues. Na Vila Capanema, o treinador paranista, Marcelo Oliveira, também inocentou o técnico canarinho. “A convocação seguiu a linha de convicção do Dunga. Ele mostrou comprometimento com o grupo e por isso manteve a base usada ao longo dos últimos anos”, afirmou.

Já o coxa-branca Ney Franco preferiu enaltecer a força da Seleção. “Não adianta avaliar se é o grupo certo ou errado, mas é uma baita de uma equipe. Muito forte e em condição de disputar uma Copa do Mundo e ser campeã”, ressaltou.