A torcida do Atlético-MG já pode se preparar para dizer adeus a um de seus principais ídolos na história recente do clube. Depois de revelar uma proposta para atuar no exterior no último fim de semana, Diego Tardelli falou sobre o assunto nesta sexta-feira. Em tom de despedida, o atacante deu a entender que vai mesmo deixar a equipe e cravou: “Chegou a hora de pensar um pouco em mim”.

“Nesses quatro anos de idas e vindas no Atlético-MG, sempre me dediquei ao clube. Abri mão de muitas coisas para estar aqui. Mesmo com o Atlético-MG com problemas internos, eu só pensava no clube. Acho que agora chegou a hora de pensar um pouco em mim, na minha família, que está sempre do meu lado. Sinceramente, vou ter uma conversa com o presidente e definir meu futuro”, apontou.

Tardelli não deu detalhes sobre quem está interessado em seu futebol ou os valores envolvidos na negociação, mas garantiu que recebeu mais de uma proposta. Apesar de indicar que o adeus está cada vez mais próximo, o atacante garantiu que ainda vai conversar com a diretoria atleticana antes de tomar uma decisão.

“Todo mundo sabe o carinho e o sentimento que tenho pelo Atlético-MG, pela torcida. E a torcida sabe o que significo no Atlético-MG, que sou uma referência. Mas tenho que pensar um pouco em mim. Já tenho 29 anos e preciso pensar no futuro. Vamos ver se vai ser bom para o clube, para mim mesmo, e conversar na reunião”, explicou.

O atacante confirmou que o lado financeiro é o que mais pesa neste momento, principalmente porque, segundo ele, o Atlético-MG não está com o pagamento em dia com os jogadores. No entanto, garantiu também que o desafio de atuar novamente em outro país está o deixando atraído.

“É uma proposta muito boa em termos de salário, financeiramente é muito positiva. Infelizmente, tivemos um ano muito complicado aqui nesse lado. O presidente fez de tudo para colocar as coisas em dia, mas ainda não aconteceu. Então, isso pesa um pouquinho. Mas quero deixar bem claro que talvez não seja por isso, é mais pelo meu momento, mais uma aventura especial na minha carreira”, apontou.

A primeira passagem de Diego Tardelli pelo Atlético-MG aconteceu entre 2009 e 2011, mas foi na segunda, iniciada no ano passado, que ele teve mais sucesso. No total, foram dois títulos mineiros (2010 e 2013), um da Copa do Brasil (2014), um da Recopa Sul-Americana (2014) e um da Libertadores (2013) com a camisa do clube.

“Acho que nesses quatro anos eu talvez tenha mudado um pouco a cara do Atlético-MG. Desde a minha chegada, conseguimos títulos importantíssimos. Então, acho que se eu sair do Atlético-MG, eu saio de cabeça erguida, sabendo que fiz o meu máximo. Mas agora é esperar”, avaliou o atacante.