A reação do Paraná neste segundo turno veio na força do grupo. Porém, algumas peças conseguiram se sobressair nessa seqüência de vitórias. Inicialmente questionado, o atacante Ricardinho é hoje a principal referência deste “novo” Tricolor.

Sem aquela história de “rei do drible” – alcunha que o jogador verdadeiramente abomina -, Ricardinho vem desequilibrando nos jogos, com gols, assistências e muita aplicação.

“Acho que esse momento é reflexo do trabalho que estamos realizando”, afirma o jogador. “Sei que o torcedor nos cobrou – e com razão -, mas agora deve estar satisfeito com aquilo que está vendo.”

Se Leonardo, Éder e Rodrigo Pimpão deram suas contribuições nesta seqüência de bons resultados, Ricardinho foi o principal protagonista das recentes vitórias. “Demorei um pouco para me encaixar nesse time. Agora, os gols apareceram e com isso vem a confiança”, lembrou o atacante.

Ricardinho, assim como outros tantos jogadores do atual time, foi questionado pela torcida e por críticos. Por isso, agradece à insistência de Paulo Comelli, que acreditou no seu futebol e lhe deu moral.

“Hoje, o momento é muito bom. Mas, temos um jogo dificílimo pela frente. Vamos tentar jogar no erro do Juventude para conseguir um bom resultado”. O objetivo do Paraná é somar pontos em Caxias para chegar embalado para o jogo da próxima terça, em casa, contra o Brasiliense.