Aos 25 anos, o goleiro Vladimir finalmente vai tendo sua primeira sequência de jogos como titular do Santos. A oportunidade veio com a lesão de Aranha no músculo adutor anterior da coxa esquerda, que o tirou das últimas três partidas e deve seguir deixando-o afastado do futebol. Enquanto o colega não volta, Vladimir tenta aproveitar as oportunidades.

“É um momento único, sonho de criança. Saí do interior da Bahia com o sonho de ser jogador. Estou tendo essa oportunidade. Conquistei alguns títulos no Santos e nunca tive essa oportunidade dessa sequência. Terceiro jogo agora, ainda não sei de quinta. Vou procurar ajudar da melhor maneira”, disse nesta segunda.

A tendência é de que Aranha continue afastado e não tenha condições de enfrentar o Bahia, quinta-feira, na Vila Belmiro, pelo Brasileirão. Apesar de saber que a sequência como titular está ligada à lesão do companheiro, Vladimir torce pela rápida recuperação dele. “Ainda não sei se o Aranha está pronto para quinta, está fazendo tratamento intensivo. Tomara que volte o mais rápido possível.”

Mas enquanto isso não acontece, o goleiro celebra as oportunidades. Criado nas divisões de base do Santos, ele precisou de muita paciência para ter suas chances e chegou a pensar em pedir para ser negociado para jogar mais.

“A posição de goleiro é complicada, só joga um. Tem de ter paciência. Já tenho um tempo de casa, oito anos, sempre procurei esperar por essas oportunidades. Há um tempo, quando estava de quarto, terceiro goleiro, pensei em sair e voltar com mais experiência, mas soube esperar, consegui me manter num clube grande. Muitos jogadores passam, o difícil é se manter. Agora estou aproveitando”, comentou.