Rio – A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a comissão técnica da seleção estão fazendo o possível para não alardear uma trapalhada dos organizadores do torneio que vai apontar os classificados da América do Sul para a disputa do mundial de 2006. O jogo com o Paraguai, em 31 de março, foi programado para uma data reservada pela Fifa a amistosos das seleções nacionais. Mas a Confederação Sul-Americana optou por marcar uma rodada do torneio nos dois últimos dias de março. Dessa forma, os clubes europeus não são obrigados a liberar com cinco dias de antecedência os atletas convocados para os jogos do fim do mês das eliminatórias da Copa do Mundo.

O prazo que passa a vigorar para o compromisso com o Paraguai é de 48 horas. Ou seja, o técnico Carlos Alberto Parreira (foto) só deve contar com todo o grupo para treinar na segunda-feira, dia 29, antevéspera do jogo. Vários atletas devem chegar à Granja Comary, em Teresópolis, nessa data, inviabilizando qualquer planejamento razoável de preparação da equipe. Os cinco pré-convocados ontem, durante entrevista de Parreira na sede da CBF, Dida, Cafu, Kaká, Roberto Carlos e Ronaldo, vão estar à disposição de seus clubes no domingo, dia 28, para rodadas importantes dos campeonatos italiano e espanhol. Portanto, só se apresentariam no dia seguinte.