A derrota por 2×1 para o Londrina na última partida pela Primeira Liga, disputada no dia 21, fez com que a classificação do Paraná às quartas de final da competição regional ficasse para a partida desta quinta (2). O time enfrenta o Figueirense, às 19h15, na Vila Capanema e precisa de uma vitória simples para seguir adiante na competição. Um empate faz o Tricolor depender do resultado do clássico entre Avaí e Figueirense, que será disputado apenas no dia 22 deste mês.

Na estreia, no dia 25 de janeiro, o novo elenco do Paraná se apresentou à torcida com uma vitória convincente por 2×0 diante do Avaí e mesmo com o revés diante do Londrina, o Tricolor ainda ocupa a segunda colocação do grupo D da competição, com três pontos somados e um gol de saldo. O Tubarão, já classificado, tem nove e Figueirense e Avaí não pontuaram e têm -1 e -3 de saldo, respectivamente.

A partida decisiva pela Primeira Liga acabou sendo realizada antes da decisão pela Copa do Brasil. Se por um lado a comissão técnica lamentou a quebra no planejamento com o adiamento da partida contra o Bahia, pela competição nacional, que seria disputada no sábado de Carnaval, a vantagem se traduziu em alguns dias a mais de preparação para o embate com a equipe catarinense. “Quebra a concentração, mas optamos por dar o domingo de folga, algo raro nesta temporada e a preparação para o Figueirense foi a melhor possível, com intensidade, mas com um volume controlado. O pensamento agora é para fazer uma boa partida contra o Figueirense”, disse o treinador.

Para o meia Renatinho, os dias a mais antes da partida contra o Figueira foram válidos, apesar do elenco ter sido surpreendido com o adiamento do jogo decisivo contra os baianos . “Deu para aproveitar este tempo para recuperar alguns jogadores que estavam mais cansados. Também trabalhar alguns detalhes a mais que pela sequência de jogos a gente não tem muito tempo para fazer. Então foi muito bom e importante para a gente estar preparado para este jogo”, disse o meia.

Depois deste desafio, o Paraná volta as atenções ao Campeonato Paranaense. No domingo, às 17h, o time enfrenta o Rio Branco, na Vila Capanema. E, possivelmente na semana que vem, a equipe emenda mais um jogo em casa, contra o Bahia, pela Copa do Brasil. A Confederação Brasileira de Futebol deve confirmar a nova data da disputa ainda nesta quinta-feira (2), quando a entidade volta ao expediente normal.

“É nossa casa e na frente do torcedor a responsabilidade sempre é grande. Temos que tentar propor o jogo, reagir rápido e não deixar espaços entre linha ofensiva e defensiva. É uma busca constante, sempre perseguida”, disse o treinador. A despeito dos bons resultados, Lopes sabe exatamente onde pode fazer o time evoluir . “Ainda estamos em fase de desenvolimento de jogo e temos muito pra evoluir, por exmeplo, nos cruzamentos, no domínio da segunda bola. Quero que a gente entre com três homens na área e um no rebote e nem sempre acontece. Então, estou satisfeito com o que fizemos, mas buscmaos sempre a evolução”.

Ficha técnica
Primeira Liga

2ª Rodada – 1ª Fase

Paraná Clube
Léo; Diego Tavares, Aírton, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias e Renatinho; Bruno Cantanhede, Matheus Carvalho e Ítalo.
Técnico: Wagner Lopes

Figueirense
Thiago Rodrigues; Weldinho, Dirceu, Bruno Alves e Juliano; Josa, Helder, Yago e João Pedro; Ermel e Bill.
Técnico: Márcio Goiano.

Local: Vila Capanema
Horário: 19h15
Árbitro: Renato Cardoso da Conceição
Assistentes: Magno Arantes Lira e Leonardo Henrique Pereira