O Paraná Clube vai para o jogo diante do Vitória, nesta sexta-feira (8), às 19h15, na Vila Capanema, sabendo que um triunfo poderá significar uma importante vantagem sobre os concorrentes ao acesso. Restando cinco jogos para o fim da disputa, sobram apenas duas vagas para cinco equipes com chances matemáticas de subir. Pelo menos esta é a análise do técnico Matheus Costa.

O Tricolor é o quinto na classificação, com 50 pontos, três a menos que o Coritiba, o último do G4. Em terceiro, está o Atlético-GO com 54. Tranquilos e já virtualmente garantidos na Série A 2020 estão Bragantino, líder absolutos que já fechou as contas necessárias, com 65, e o Sport, com 57, que precisa de uma soma mínima para voltar à elite do futebol.

Por isso, o treinador reforçou o peso que um bom resultado, não só contra o Vitória, mas também diante do São Bento, que acontecerá na Vila Capanema na próxima terça-feira (13), são essenciais. O Paraná ainda terá o último jogo do ano, contra o Botafogo-SP, em casa, no dia 30.

“Vejo de uma maneira consciente de que talvez existam duas vagas em aberto. Acredito que o Bragantino, não precisa nem de explicações, e o Sport estejam encaminhados”, explicou o comandante paranista.

Ainda que admita que os atuais terceiro e quarto colocados estejam um pouco à frente na corrida por uma vaga, Costa lembra de uma pequena vantagem que o Tricolor tem frente a esses dois concorrentes.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Quem tem a vantagem, neste momento é o Atlético-GO e o Coritiba, pela tabela, mas faltam cinco jogos. Eles jogam dois em casa e nós vamos ter três, o que pode até não significar nada ou também fazer a diferença”, explicou, negando que haja uma rivalidade a mais pelo fato de o Coxa estar em um briga direta com o tricolor. “A briga existe entre todas as equipes que querem subir”, arrematou.

+ Mais do Tricolor:

+ Time terá mudanças pra encarar o Vitória
+ Paraná tenta, enfim, lotar a Vila Capanema neste ano