O técnico do América-MG, Lisca, se pronunciou oficialmente na tarde desta quinta-feira (10) sobre a confusão com o presidente do Paraná, Leonardo Oliveira, ocorrida após a vitória do Coelho sobre o Tricolor, na noite da última quarta-feira, na Vila Capanema.

Por meio de suas redes sociais, o treinador ressaltou que respeita o clube paranaense, pelo qual passou na campanha do acesso em 2017. “Sobre os acontecimentos ocorridos ontem na Vila Capanema, gostaria de reforçar o meu profundo respeito pelo Paraná Clube e a sua apaixonada torcida, que ama o clube e está sempre ao lado do time em todos os momentos”, escreveu Lisca.

O comandante do clube mineiro também negou que tenha provocado o mandatário paranista. “Em hipótese alguma falei o que foi colocado por profissionais que hoje lá estão após o fim do jogo. Jamais falaria qualquer coisa que atacasse a instituição, na qual nutro um carinho e uma gratidão enorme”, declarou.

Ao final da partida, o técnico Allan Aal criticou a postura de Lisca. “Informações que eu tive da diretoria e me surpreende, porque ele (Lisca) era querido por todos, e disse palavras que desrespeitam a instituição. ‘Aqui não perde para essa M de time’. Lamento, não tive a possibilidade de conversar com ele pessoalmente. O respeito tem que estar acima de tudo”, destacou o treinador paranista.

+ Mais do Tricolor:

+ Paraná é multado por irregularidade em antiga parceria
+ Renan Bressan fica ou sai do Paraná? Meia discute renovação de contrato


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?