O Paraná Clube liderou toda a Divisão de Acesso, e com 91,67% de aproveitamento faturou o primeiro turno. Mesmo tendo a Série B para disputar simultaneamente, o objetivo é vencer também o returno e definir o fim da competição no dia 15 de julho. “Atingimos o primeiro objetivo, mas há muito mais a fazer. No futebol, você deve estar sempre buscando conquistas”, disse o técnico Ricardinho, destacando o trabalho de toda a comissão técnica nesse trabalho de resgate do Tricolor.

Apesar dos objetivos bem definidos, e da busca pelo título direto da Segundona – sem a necessidade de finais -, o Paraná está, na prática, a apenas uma vitória do acesso. Com o 2 x 0 sobre o Cincão, o Tricolor assegurou vaga na semifinal, além de um ponto de bonificação. Foi o que aconteceu com o Londrina no ano passado. O Tubarão fraquejou no returno – vencido pelo Toledo -, mas garantiu o acesso na semifinal, quando derrotou o Nacional (1 x 0), no jogo de ida, eliminando a partida de volta.

Internamente, o Paraná nem quer saber dessa hipótese. Ricardinho pretende repetir no segundo turno a campanha realizada até aqui. Ainda mais levando em conta o fato de que o time fará cinco partidas em casa. Porém, o técnico Ricardinho só volta as atenções para o Acesso dentro de três semanas. Neste período – sem contar o jogo frente ao Serrano, na próxima quinta, onde o Tricolor cumpre tabela – o treinador terá pela frente cinco jogos pela Série B do Brasileirão.

O Paraná recebe o América-MG na próxima terça, na Vila Capanema, e depois encara, pela ordem, Bragantino (em Bragança), Goiás (em Goiânia), Guaratinguetá (na Vila) e Barueri (em Barueri). “Temos que nos manter numa boa colocação, inclusive recuperando os pontos que perdemos contra o Guarani”, destacou o meia Welington.