Número 18 do ranking mundial da categoria +80kg do tae kwon do, o brasileiro Guilherme Felix demonstrou, nesta quinta-feira, que os atletas da modalidade não digeriram bem a notícia de que o lutador de MMA Anderson Silva está disposto a disputar uma vaga nos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

Principal nome do País na categoria em que Anderson supostamente lutaria, Guilherme Felix desabafou pelo Facebook e classificou como “piada” a ideia. “Vamos parar com a brincadeira! Eu e a maioria dos atletas de tae kwon do estamos cansados dessa polêmica do Anderson Silva dizer que vai tentar vaga pros Jogos Olímpicos. Não tenho nada contra ele e nem o conheço pessoalmente, mas esse tema é motivo de piada”, escreveu Guilherme, que logo depois deletou a postagem.

“Ele (Anderson Silva) pode tentar, assim como qualquer um devidamente filiado e regularizado pode tentar. Muitos levando isso a sério, mas pra mim não passa de brincadeira, marketing pessoal dele. Todos estão falando de forma cautelosa, eu cansei. Se ele quer mesmo disputar a vaga pros Jogos, que venha. O risco é dele e acho que vai ter que se preparar muito pra não passar vergonha. Estou ansioso! Aqui não vai ter mais piadinha e brincadeira com coisa séria”, dizia o restante da postagem.

Na segunda-feira, a Confederação Brasileira de Tae Kwon do (CBTKD) publicou carta de Anderson Silva ao presidente da entidade, Carlos Fernandes, em que afirma ter vontade de disputar os Jogos do Rio-2016 e se coloca à disposição. No texto, o lutador rasga elogios ao cartola, que não tem apoio da maioria dos atletas da modalidade.

Antes, na quinta-feira da semana passada, a CBTKD havia anunciado que um dos quatro convites aos quais o Brasil tem direito no tae kwon do olímpico como dono da casa será utilizado na categoria +80kg. Assim, Anderson Silva não precisaria obter a classificação pelos critérios regulares – terminar o ranking olímpico entre os seis primeiros do mundo.

A CBTKD, porém, não explicou se Anderson, que sequer é filiado à Federação Internacional de Tae Kwon Do (WTF, na sigla em inglês), entraria zerado na disputa interna pela vaga, tendo que começar pelos campeonatos estaduais até chegar à seleção e, só depois, lutar contra os melhores atletas da categoria. Fora da seleção de 2015, ele não tem como obter pontos no ranking para passar Guilherme Felix, por exemplo.