Tite, que está sem clube,
é o primeiro da lista.

São Paulo – Depois da eliminação para o Santo André na Copa do Brasil, Jair Picerni já não é mais o técnico do Palmeiras. O clube está agora à procura de um novo treinador. O favorito para assumir o cargo é Tite, seguido de Mário Sérgio (ambos estão sem clube) e Estevam Soares (atualmente na Ponte Preta). Para o clássico contra o Santos, amanhã, na Vila Belmiro, o treinador da equipe B, Wilson Coimbra, também conhecido como Macarrão, vai comandar o time interinamente. Segundo o diretor de futebol do clube, Mário Giannini, a saída de Picerni foi definida em uma reunião na madrugada de ontem, depois da partida com o Santo André. “Decidimos nos reunir após o jogo porque haveria treino na tarde do dia seguinte. Conversamos nós quatro (Picerni, o auxiliar-técnico Fred Smânia, Giannini e o presidente Mustafá Contursi) e houve, com bom senso, uma análise dos fatos”, contou o dirigente.

Giannini afirmou que não era intenção da diretoria demitir Picerni naquele momento, mas sim ter uma conversa para analisar a desclassificação. Durante o encontro, o técnico teria admitido não saber o que fazer depois de perder duas chances de disputar títulos – o Campeonato Paulista e a Copa do Brasil – em situações onde se julgava ser fácil conseguir uma vaga, ao enfrentar times de pouca tradição, como o Paulista e o Santo André.

A partir dessa constatação, segundo Giannini, o técnico pediu demissão. Não houve despedida entre ele e os jogadores. “Picerni pediu que eu transmitisse os agradecimentos por ele”, revelou o dirigente.

Sobre a contratação de um substituto, o diretor informou que o clube está procurando um novo profissional, que deverá ser escolhido com cuidado e não será necessariamente anunciado no fim de semana. “Afinal, não temos tanta pressa assim, já que o time não joga quarta-feira”, justificou.

Giannini garantiu que o clube não estabeleceu perfil nem contatou ninguém até o fim da tarde de ontem, mas não descartou a possibilidade de contratar um treinador que esteja atualmente em outra equipe. “Por que o Tite e o Mário Sérgio estão sem clube, eles seriam as únicas opções?”, questionou.

De saída

Sobre a possível transferência de Vágner Love para o futebol do Leste Europeu, mais provavelmente o CSKA, da Rússia, Giannini confirmou oficialmente a negociação com um grupo de empresários portugueses, mas disse que enquanto não houver acordo assinado o atacante continuará defendendo o time, inclusive no jogo contra o Santos, amanhã.