São Paulo – O Palmeiras conseguiu o que queria. Com dois jogadores a menos em boa parte do jogo, graças às expulsões de Marcinho Guerreiro e Daniel, o Verdão conquistou um pontinho precioso no Ceará, ao empatar por 0 a 0 com o Fortaleza, no acanhado Estádio Presidente Vargas. O empate deixou o Verdão fora da zona de rebaixamento do Brasileirão, em 16.º lugar, com 17 pontos. Já o Leão tem 14 pontos e é o penúltimo colocado. No início até que a partida foi aberta, com muita velocidade e lances de perigo dos dois lados. O jogo caiu um pouco nos minutos seguintes, e a disputa no meio-campo ficou cada vez mais forte.

Num desses lances, Marcinho Guerreiro se enrolou com Mazinho Lima e atingiu o atleta do Fortaleza com um chute. O árbitro não vacilou e mandou o palmeirense para fora. Para sorte do Palmeiras, a expulsão aconteceu já no final do primeiro tempo, e o técnico Tite teve a chance de acertar o time no intervalo. Ele trocou o atacante Enílton pelo volante Francis, remontando o sistema de marcação no meio-campo. Com a alteração, o panorama do jogo não poderia ser outro no segundo tempo. Encolhido, o Palmeiras deixou claro que o empate seria um ótimo resultado. Com a obrigação de vencer, o Fortaleza partiu com tudo para cima. O jogo virou uma autêntica disputa entre o ataque tricolor e a defesa alviverde.

O Leão ainda conseguiu tirar mais um palmeirense do jogo. Por retardar o jogo, Daniel recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. A diferença numérica transformou o final da partida num drama para o Palmeiras. Sem forças para atacar, o time paulista fez o que pôde para se defender. Com uma muralha na frente da área, o Fortaleza teve trabalho para penetrar e quase não criou lances de perigo. Até com certa facilidade, a defesa alviverde trabalhou bem até o final do jogo e garantiu o empate.