enkontra.com
Fechar busca

De Letra

No Brasileiro, o Furacão ainda não jogou em Curitiba

Clássico contra o Paraná será marcante para todo o elenco rubro-negro

  • Por Elaine Felchacka

O clássico de amanhã com o Paraná, na Vila Capanema, pela última rodada do primeiro turno da Série B do Brasileirão vai ser marcante para o elenco do Atlético, que pela primeira vez fará um jogo em Curitiba.

Com a Arena da Baixada em obras e sem conseguir chegar a um acordo com o próprio Tricolor e o Coritiba para usar seus respectivos estádios, o Furacão teve de encarar, semanalmente, uma viagem de 90 quilômetros para mandar seus jogos na Segundona. Agora, ainda que seja visitante, o time finalmente sentirá o gostinho de atuar novamente na capital. O último jogo em Curitiba foi no dia 16 de maio, pela Copa do Brasil, coincidentemente despedida do Furacão da Vila Capanema.

“É um gostinho especial por ser um jogo aqui. É muito importante, a torcida tem comparecido em Paranaguá, mas aqui fica mais perto”, disse o meia Elias, que chegou ao Furacão apenas em julho.

O técnico Ricardo Drubscky também não teve o gostinho de comandar seu time em Curitiba e está ansioso pela proximidade maior que terá com a torcida. E a maior expectativa é pelos jogos no Ecoestádio Janguito Malucelli, que devem acontecer a partir do dia 4 de setembro, começando com o confronto com o Boa Esporte.

“Jogar em Curitiba é muito importante. Não é a Arena, mas tem um campo excelente e vai permitir que o genuíno torcedor esteja presente em massa”, comemora Ricardo.

Mesmo animados com o retorno à capital, o que o elenco desejava, em especial os contratados recentes, era poder jogar na velha arena da Baixada, pelo que já provaram jogando contra o Furacão em seu reduto e até mesmo pela fama do estádio de ser um caldeirão. Mas como não é possível escolher onde atuar, a melhor alternativa é não se importar com o local do jogo.

“Temos que fazer o nosso melhor. A nossa vontade era jogar na Arena, que é nossa casa. Mas a torcida tem apoiado, tem ido ao estádio e isso é importante”, ressaltou Elias.

Para o jogo com o Boa Esporte, a torcida já vai poder “desfrutar” da estrutura que está sendo criada no Ecoestádio. O Rubro-Negro já está na segunda etapa das obras com o início da construção das arquibancadas que ficarão atrás das cabines de imprensa. A estrutura poderá receber 5.100 torcedores. Os outros 700 lugares ficarão atrás do gol à direita das cabines, setor que já está concluído. Na próxima semana, a diretoria deve solicitar as vistorias para poder encaminhar os laudos à CBF e conseguir oficializar os jogos no Janguito.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

24 Comentários em "No Brasileiro, o Furacão ainda não jogou em Curitiba"


ATLETICANO NAO LE TRIBUNA!!!
ATLETICANO NAO LE TRIBUNA!!!
6 anos 10 meses atrás

ESTOU SENTIDO O SEU FE.DOR DAQUI DO MEU SERVIÇO FELCHAKA! VOCE FEDE! “JORNALISTA” MEDÍOCRE! LEVOUUM CHUTE NA BUN.DA DO PETRAGLIA E AGORA SOMOS OBRIGADOS A LER ESSAS MERD.AS ASSINADAS PELA SUA PESSOA!!!! ATLETICO 3 X 0 BARUERI SUA MOCORONGA!

Marcio Ciola
Marcio Ciola
6 anos 10 meses atrás

Com certeza amnhã o FURACÃO METE PELO MENOS UNS 3 no timeco falido, com o pires na mão… E vem uns do timeco falido escrevendo um monte de asneiras… RUBRO NEGRO É QUE TEM RAÇA E NÃO TEME A PRÓPRIA MORTE!!!

Marcio Ciola
Marcio Ciola
6 anos 10 meses atrás

Fico a pensar como uma repórter que escreve essa matéria não se informa. Pelo menos tenha um bom senso e escreva o texto correto. Escrever que o último jogo do FURACÃO FOI EM 16/05/12 é piada ou falta de boa vontade. Elaine vá se informar…

Tom Redblack
Tom Redblack
6 anos 10 meses atrás

Final de semana do frango e da pena: coxa em frangalhos e gralhas depenadas e o Furacão sempre vitorioso!

LCJ Andrade
LCJ Andrade
6 anos 10 meses atrás

Esse texto fiasquento ainda está aqui? Pelo nível das matérias acho que Alexandre Coxa é o nick que a Felchaka usa para comentar.

1 2 3 5
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas