O espanhol Rafael Nadal manteve sua hegemonia diante do compatriota David Ferrer e, mesmo tomando um susto no segundo set, não teve maiores dificuldades para vencer nesta sexta-feira. O número cinco do mundo fez 2 sets a 1 diante do quarto cabeça de chave, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/2, em 2h46min, e avançou às semifinais do Masters 1000 de Roma.

Foi a 19.ª vitória de Nadal diante de Ferrer, em 23 partidas disputadas entre eles no circuito profissional. Na briga por uma vaga na decisão, o espanhol terá pela frente o checo Tomas Berdych, que eliminou nas quartas o número 1 do mundo Novak Djokovic.

Como de costume, Nadal manteve um bom jogo no fundo de quadra ao longo da partida e impediu que seu adversário crescesse. Somente no segundo set Ferrer reagiu, dominou o confronto e empatou, mas na parcial de desempate voltou a ser dominado pelo quinto do ranking mundial, que fechou com relativa facilidade.

 

O resultado mantém o ótimo retrospecto de Nadal neste ano, desde que voltou de lesão no joelho. Foram sete finais para o espanhol em 2013, com cinco títulos conquistados. Caso bata Berdych, ele terá ido à decisão de todos os torneios que disputou na temporada.

 

Em outra partida já encerrada da sexta-feira, o francês Benoit Paire voltou a surpreender e atropelou Marcel Granollers por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/0, em 57 minutos. Depois de passar por Juan Martín Del Potro nas oitavas, o número 36 do ranking chega agora às semifinais, na qual pegará o vencedor do duelo entre o suíço Roger Federer e o polonês Jerzy Janowicz.