O tênis brasileiro voltou ao Top 100 do ranking da ATP. Thiago Monteiro subiu seis posições na lista atualizada nesta segunda-feira e voltou a figurar justamente na 100ª colocação. Os jovens João Menezes e Orlando Luz também subiram na lista que é a referência para todas as competições do circuito.

Monteiro obteve a boa subida no ranking ao ser semifinalista do Challenger de Santo Domingo, na República Dominicana, na semana passada. Ele foi derrotado na ocasião pelo peruano Juan Pablo Varillas por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2. Foi o suficiente para se recuperar na lista da ATP.

Monteiro agora vai tentar se manter dentro do Top 100 para poder entrar direto na chave principal do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada, que será disputado em janeiro de 2020. A lista da competição australiana deve ser definida na próximas semanas.

Mais distantes da relação dos 100 melhores do mundo, os brasileiros João Menezes e Orlando Luz também galgaram boas posições nesta segunda. Menezes, de 22 anos, subiu 11 posições e agora figura m 197º. Orlando Luz, de 21, galgou 12 colocações, para o 304º posto. Já o veterano Rogério Dutra Silva perdeu 12 lugares e agora o tenista de 35 anos está em 238º.

Entre os principais tenistas do mundo, houve apenas uma alteração no Top 10. O russo Karen Khachanov desbancou o japonês Kei Nishikori da oitava colocação. O tenista asiático caiu para o nono posto.

Campeão do Masters 1000 de Xangai, o russo Daniil Medvedev manteve o quarto lugar, mas se aproximou do suíço Roger Federer. Apenas 1.030 pontos separam os dois tenistas e o vice-campeão do US Open tem ainda a chance de terminar a temporada na terceira posição do ranking.

Sem defender o título obtido na competição asiática no ano passado, o sérvio Novak Djokovic teve reduzida a boa vantagem que exibe sobre o espanhol Rafael Nadal. Apenas 320 pontos separam o número 1 do mundo do vice-líder. Assim, a briga pelo topo deve se acirrar nas próximas semanas.

Confira a lista dos 20 primeiros colocados do ranking da ATP:

1º – Novak Djokovic (SER), 9.545 pontos
2º – Rafael Nadal (ESP), 9.225
3º – Roger Federer (SUI), 6.950
4º – Daniil Medvedev (RUS), 5.920
5º – Dominic Thiem (AUT), 5.085
6º – Alexander Zverev (ALE), 4.425
7º – Stefanos Tsitsipas (GRE), 3.900
8º – Karen Khachanov (RUS), 2.990
9º – Kei Nishikori (JAP), 2.860
10º – Roberto Bautista Agut (ESP), 2.575
11º – Matteo Berrettini (ITA), 2.545
12º – Fabio Fognini (ITA), 2.415
13º – Gael Monfils (FRA), 2.410
14º – David Goffin (BEL), 2.280
15º – Diego Schwartzman (ARG), 1.995
16º – John Isner (EUA), 1.985
17º – Felix Auger-Aliassime (CAN), 1.681
18º – Stan Wawrinka (SUI), 1.670
19º – Lucas Pouille (FRA), 1.645
20º – Guido Pella (ARG), 1.620
100º – Thiago Monteiro (BRA), 565
197º – João Menezes (BRA), 251
238º – Rogério Dutra Silva (BRA), 200
304º – Orlando Luz (BRA), 135
320º – Thomaz Bellucci (BRA), 129