A três meses e meio da votação, a candidatura do Rio de Janeiro parece ter ganho terreno na luta para sediar os Jogos Olímpicos de 2016. A cidade brasileira recebeu a maior atenção entre os quatro candidatos que realizaram apresentações ao Comitê Olímpico Internacional (COI) em Lausanne. Madri, Chicago e Tóquio são as concorrentes.

“A reação que recebemos foi muito positiva”, disse Carlos Roberto Osorio, secretário-geral da candidatura do Rio. “A gente realmente apresentou nossa mensagem. O Rio oferece algo novo e refrescante. Dos quatro candidatos, o Rio é a novidade”.

O Rio enfatizou a chance da América do Sul sediar pela primeira vez a Olimpíada e parece ter sido a apresentação que mais agradou aos membros do COI. “O Rio foi muito convincente em sua apresentação ao destacar que os Jogos nunca foram na América do Sul”, disse Pat Hickey, chefe dos comitês olímpicos europeus.

“Isso poderia se converter em votos por simpatia. Mas não diria que alguma das quatro cidades é favorita. Dependerá muito das relações pessoas dos membros do COI”, completou Hickey.

O Rio parece ter deixado uma boa impressão com a presença de Henrique Meirelles, presidente do Banco Central, que deu garantias sobre a estabilidade da economia do País. “Ele é uma das pessoas mais importantes que pode falar sobre finanças no mundo. Todos ficaram encantados com sua explicação”, disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.