O ex-jogador Diego Armando Maradona respondeu aos comentários do presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA), Julio Grondona, que o havia chamado de pé-frio por ter saído do Mineirão antes que Messi fizesse o gol da vitória sobre o Irã no sábado. Durante o programa “De Zurda” (De Canhota), do qual participa, ele fez um gesto obsceno, mostrando o dedo do meio, e chamou o dirigente de “pobre estúpido”. “Alguém disse que o gol foi marcado porque eu saí do estádio. Pobre estúpido. O mérito foi todo de Lionel Messi”, afirmou o astro argentino.

Nos vestiários do Mineirão, logo após a vitória apertada na segunda rodada da Copa do Mundo, o presidente da AFA postou um comentário nas redes sociais com os dizeres “o pé-frio foi embora e nós ganhamos”. A ideia foi apoiada por emissoras de TV e sites argentinos, que criaram a hashtag #MaradonaMufa (Maradona pé-frio). O assunto se tornou um dos mais comentados do Twitter.

Na sua resposta, Maradona ainda foi além com as críticas. “Tudo o que eu tenho foi conseguido com meu trabalho. O que ele tem é da Fifa”, atacou o ex-jogador, que está no Brasil para acompanhar a Copa do Mundo.

Maradona e Julio Grondona são inimigos desde que o ex-jogador, então trabalhando como técnico, foi demitido do comando da seleção argentina depois da Copa de 2010. O astro não perde uma chance de criticar o cartola, que preside a AFA desde 1979.