enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

Manchester City bate United, ultrapassa Liverpool e fica perto do título inglês

  • Por Estadão Conteúdo

Diante de 74.431 espectadores, o Manchester City derrotou o rival United, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Old Trafford, em duelo que havia sido adiado da 31ª rodada do Campeonato Inglês, com gols marcados na etapa final por Bernardo Silva e Sane. Agora, só dependerá de si para faturar o título nacional, pois assumiu a liderança do torneio. Com o resultado, o time do técnico Pep Guardiola alcançou os 89 pontos, contra 88 do Liverpool. Restam três rodadas para o fim da competição.

Nas últimas jornadas, o City, que tenta o sexto título inglês da sua história, sendo o segundo consecutivo, visita o Burnley (domingo), recebe o Leicester (6 de maio) e encara o Brighton no campo do adversário na última rodada (dia 12). O Liverpool joga sexta-feira contra o lanterna Huddersfield, na casa do rival. Dia 4, vai visitar o Newcastle. Depois, fecha o campeonato em casa contra o Wolverhampton.

O United perdeu pela sétima vez nos últimos nove jogos, igualando sua pior sequência da história, registrada também em 1962. A derrota deixa o time em situação mais complicada para conseguir uma vaga na próxima Liga dos Campeões, pois permanece com 64 pontos, na sexta colocação, contra 66 do Arsenal, 67 do Chelsea e 70 do Tottenham.

O primeiro tempo mostrou equipes com posturas totalmente diferentes. Enquanto o City tinha a posse de bola, buscava o ataque e parava no paredão defensivo do adversário, o United imprimia velocidade nos contra-ataques e finalizava mais ao gol.

O City chegou pouco ao gol de De Gea, mas quando conseguiu foi muito perigoso. Bernardo Silva e Sterling forçaram o goleiro espanhol a fazer boas defesas. O United não ficou atrás e assustou com Lingard e Rashford.

Logo aos quatro minutos do segundo tempo, Fernandinho se machucou e precisou ser substituído por Sané. O alemão incendiou o jogo pelo lado esquerdo. Aos oito, o português Bernardo Silva recebeu na direita e com dois toques finalizou rápido. De Gea demorou para cair na bola e levou gol pelo 12º jogo consecutivo: 1 a 0.

Em desvantagem, o United foi ao ataque e abriu espaços atrás. Fred errou passe na intermediária do City, que arrancou com Sterling. O veloz atacante levou a bola até perto da área adversária e rolou para Sané. O chute foi defensável, mas De Gea voltou a falhar: 2 a 0.

Na parte final do jogo, o City diminuiu o ritmo, se fechou e deixou a iniciativa para o United. O técnico Ole Gunnar Solskjaer colocou Sanchez, Martial e Lukaku em campo, mas não teve o impacto esperado. Com melhor toque de bola, o City fez o tempo passar para alcançar a 11ª vitória consecutiva no campeonato.

Em Wolverhampton, o time da casa surpreendeu o Arsenal, ao vencer por 3 a 1. Ruben Neves, de falta, abriu o placar, aos 28 minutos do primeiro tempo. Aos 37, Doherty se antecipou ao goleiro Leno e fez de cabeça o segundo gol. Aos 45, Jota ampliou, após falha do goleiro do Arsenal. O zagueiro Sokratis diminuiu só aos 35 da etapa final.

Enquanto o Arsenal se complica para alcançar a Liga dos Campeões, ao permanecer com 66 pontos, o Wolverhampton pula para a sétima colocação, com 51 pontos, e é o melhor depois dos “gigantes” da liga.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas