Divulgação
Leminski?s, campeão masculino.

Nesse domingo, 2/12/07, aconteceu a grande final da I Copa CCPR de Futebol, evento esportivo promovido pelo Clube de Criação do Paraná entre agências e empresas de Propaganda, Design, Marketing Direto, Promoção e Comunicação Digital de todo o Estado. Participaram 16 times masculinos e oito femininos, envolvendo 37 agências e empresas de comunicação diferentes.

As equipes campeãs foram: no masculino, Leminski?s e, no feminino, 9 de Pitibiriba. A premiação do campeonato vai acontecer no dia 13/12/07, no tradicional evento WorkChopp do CCPR, que também vai ser a festa de encerramento das atividades do ano do clube de criação mais ativo do Brasil. Todos os atletas e técnicos das equipes vencedoras vão ser presenteados com canecas térmicas personalizadas do WorkChopp do CCPR, para o consumo da bebida durante a festa de premiação.

Divulgação
9 de Pitibiriba, campeão feminino.

Finais do masculino

Na disputa pelo terceiro lugar do masculino, o Porco Aranha (Fuego, Segmento e 4.3.3) goleou por 16 x 0 o WC (Wow e CCZ), que entrou em campo com apenas quatro jogadores na linha e goleiro improvisado, o atendimento da CCZ Beto Ghidini, não oferecendo resistência. O diretor de arte da 4.3.3 André Strauss fez cinco gols para o Porco Aranha na partida e se tornou o vice-artilheiro do campeonato.

Na final do masculino, a equipe Leminski?s (Exclam, Original Studio e Competence) venceu o Clube de Regatas (Principio, Uhta e Agosto) por 4 x 1 depois de um primeiro tempo equilibrado e confirmou a melhor campanha do campeonato. O diretor de arte da Princípio Edson Vaz foi o autor do único gol do Clube de Regatas, a equipe revelação do campeonato.

Divulgação
Recorde de torcida na final.

Maguilla, produtor gráfico da Original e atacante do Leminski?s, foi o artilheiro do campeonato, com 13 gols. O Leminski?s também teve o goleiro do campeonato, o diretor de arte Leandro Dena, que no decorrer da competição trocou a Exclam pela ByVivas.

(Curiosidade: o nome Leminski?s é uma homenagem ao poeta paranaense Paulo Leminski, que foi redator da Exclam nos anos 70s e, diz a lenda, pode ser ouvido até hoje ?vagando? pelos corredores da agência na madrugada.)

Finais do feminino

Divulgação
Clube de Regatas, vice-campeão masculino.

Na disputa pelo terceiro lugar do feminino, a Borracharia Damaster (Master) ganhou por 3 x 2 do Thompax (JWT Curitiba e RMG Connect). O jogo foi disputadíssimo até o último minuto, deixando a torcida bastante agitada. Priscila Leopoldino, mídia da Master e jogadora da Borracharia Damaster, até perdeu um pênalti mas confirmou a posição de vice-artilheira da categoria.

Na final do feminino, a equipe 9 de Pitibiriba (EspaçoZ, Uhta e Sportion) ganhou por 4 x 2 das Atômicas (OpusMúltipla e Exclam), que mesmo jogando bem e pressionando muito não resistiu à pontaria certeira das campeãs. O final da partida foi emocionante, com direito a bola na trave e pênalti perdido das Atômicas, pelos pés da jogadora Priscila Soares, designer da OpusMúltipla.

Divulgação
Atômicas, vice-campeão feminino.

A artilheira do campeonato é Sabrina Coelho, assessora de imprensa da Sportion, com 15 gols, e a goleira do campeonato é Katita Zucolotto, gerente regional da Espaço/Z. Ambas são jogadoras do 9 de Pitibiriba, equipe que teve o melhor desempenho da categoria em todo o campeonato.

Outras premiações

Juntamente com a entrega dos troféus e medalhas de ouro, prata e bronze vai acontecer a entrega do Troféu Fair Play, para as equipes que levaram menos cartões no campeonato. Os vencedores foram as equipes Porco Aranha, no masculino, e 9 de Pitibiriba, no feminino.

Também vai ser entregue o Troféu Seu Mané Garrincha para os ?piores? jogadores do campeonato, que foram eleitos por votação aberta ao mercado através de um hot site promocional da Gamut Tratamento de Imagens. Os ?piores? jogadores foram: no masculino, Daniel Ishikawa, goleiro dos Thompeiras (JWT Curitiba) e Erika Takano, jogadora do 9 Pitibiriba.

Balanço final

O campeonato contou com mais de 300 atletas, que inclui profissionais de diferentes áreas de várias agências da capital paranaense. O evento atraiu a cada rodada um grande público torcedor, composto por funcionários das empresas e vários parceiros e fornecedores. Para Alexandre ?Nego Lee? Popoviski, vice-presidente do CCPR e diretor responsável pelo evento, ?a idéia é repetir o evento ano que vem com um número maior de participantes, com a ambição de realizar o campeonato com 24 equipes no masculino e 16 no feminino e também envolver agências de todo o Paraná?.

A I Copa CCPR de Futebol teve a realização do Clube de Criação do Paraná e contou com o apoio do Grupo RIC, RMG Connect Curitiba, F9 Audio Visual, Jamute Áudio, 91 Rock, Central de Produção, Margarida Flores e Filmes, Elemidia, Enox, Armazém da Bola, Mídia Digital, AERP, D/Áudio, Luciana D?Amato, CBN Curitiba, Ecco-Salva, Situ Acrílicos, Maximidia, Solution Sports, Festa da Semana, Altos Agitos, Sr. Wilson, Graphismo, Rádio Banda B, Grupo GPP e Tribuna do Paraná.

Outras informações no hot site www.ccpr.org.br/copa ou pelo e-mail copa@ccpr.org.br.