De todos os jogadores que estão com a seleção brasileira nos Estados Unidos, nenhum deu tanta sorte quanto Juan. Ele foi convocado por Mano Menezes para ser reserva, mas a lesão de David Luiz (que continua com o grupo, embora não tenha condições de jogar) abriu-lhe as portas da equipe. E o zagueiro tem aproveitado bem suas chances, apesar dos problemas que o time enfrentou com as bolas aéreas diante dos norte-americanos no amistoso de quarta-feira.

Juan se considera um rapaz de sorte também por outro motivo: jogar ao lado de Thiago Silva. Morador da mesma cidade de Thiago, Milão (Juan joga na Inter e o companheiro, no Milan), o garoto diz que está fazendo um verdadeiro curso prático de zagueiro. “Considero o Thiago o melhor zagueiro do mundo, junto com o Lúcio (da Inter)”, disse. “Ele é um monstro, na Itália as pessoas o amam. Estou apreendendo demais com ele”.

Como ainda não está garantido na Olimpíada de Londres, ao contrário de Thiago Silva, Juan quer aproveitar cada minuto em campo para conquistar a confiança de Mano Menezes. Ele terá mais uma oportunidade neste domingo, contra o México, em Dallas. “Vai ser uma final para mim. Estou disputando essas partidas da seleção como se cada uma delas fosse uma decisão de campeonato”.