Em uma carta de despedida publicada no site do Inter, o zagueiro Índio revelou nesta sexta-feira que está encerrando a carreira. Com contrato até o final do ano com o clube gaúcho, onde ficou por 10 temporadas, o jogador de 39 anos resolveu deixar o futebol.

“Vou encerrar minha carreira e só tenho a agradecer por tudo que o Inter me deu. Quero agradecer a todos que me ajudaram, a cada um que nos momentos difíceis esteve do meu lado me dando força. Eu fui muito feliz aqui no clube, sempre procurei me dedicar e sempre vesti a camisa com muita raça”, disse Índio, no comunicado. “Vou sentir muita falta de todos aqui, mas sempre levarei o Inter no meu coração.”

Ao longo das 10 temporadas no Beira-Rio, Índio se tornou um dos grandes ídolos da história do clube e conquistou 15 títulos, incluindo sete do Campeonato Gaúcho, dois da Libertadores, um do Mundial e um da Copa Sul-Americana. Foram 391 jogos disputados e 33 gols marcados, tornando-se o maior zagueiro artilheiro do Inter.

Índio começou a carreira no interior de São Paulo, passando por clubes como Novorizontino, Bragantino e Santo André. Teve passagem rápida também por Palmeiras e Juventude, antes de chegar ao Beira-Rio em 2005. Ele já não jogará neste sábado, diante do Figueirense, em Florianópolis, pela última rodada do Brasileirão. E deve ganhar um jogo de despedida a ser organizado pelo Inter no ano que vem.