O piloto Guiga Spinelli e o navegador Youssef Haddad venceram nesta terça-feira a sétima etapa do Rally dos Sertões e assumiram a liderança entre os carros. Além da vitória no percurso entre São Felix do Tocantins (TO) e Balsas (MA), eles ainda contaram com a infelicidade da dupla formada por Klever Kolberg e Flávio Marinho de França, que teve problemas no veículo e terminou o dia em 11º lugar, caindo da primeira para a segunda posição na classificação geral da prova.

A 7ª etapa do Rally dos Sertões era para ser a mais longa de todas, com 485 quilômetros. Mas a organização resolveu encurtar o percurso, com apenas 210 quilômetros de trecho cronometrado. E Guiga e Youssef aproveitaram para vencer com o tempo de 2h13min08. “Foi um grande alívio passar pela parte mais dura do rali, com o carro intacto, em perfeitas condições”, comemorou o piloto, após assumir a liderança da prova, lembrando que a disputa pelo título ainda está aberta.

Entre as motos, a vitória desta terça-feira foi de Tiago Fantozzi, com o tempo 2h19min58. Mas a liderança segue com o espanhol Marc Coma, que completou o dia em terceiro lugar. Entre os caminhões, o piloto Vanderlei Cassol ganhou a sua quarta etapa nesta edição do rali, ao percorrer os 210 quilômetros em 2h47min30. Apesar disso, o líder ainda é o seu irmão Marcos Cassol, após conseguir a terceira colocação na disputa entre São Felix do Tocantins e Balsas.

Nesta quarta-feira, a oitava etapa do Rally dos Sertões terá um percurso de 183 quilômetros de trecho cronometrado, entre as cidades de Balsas e Teresina, já no Piauí.