enkontra.com
Fechar busca

De Letra

esportes

Fluminense vê aspecto emocional como fator em revés e lamenta depender de rivais

  • Por Estadão Conteúdo

O nervosismo foi um dos fatores determinantes para a eliminação do Fluminense nas semifinais da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Tenso em campo, o time exibiu descontrole emocional, perdeu Paulo Henrique Ganso, expulso por dar empurrão no quarto árbitro Daniel de Sousa Macedo, e ainda levou cinco cartões amarelos, tanto que o técnico Fernando Diniz admitiu que o aspecto emocional pesou na derrota por 2 a 1 para o Flamengo, na noite de quarta-feira, no Maracanã.

O Fluminense, assim, pouco aproveitou a vantagem numérica a partir da expulsão de Bruno Henrique no fim do primeiro tempo, e pouco criou, mesmo tendo mais posse de bola. E recebeu críticas de Diniz por ter recuado quando empatou o jogo, para defender a vantagem que o levaria a final, algo que ruiu com o gol marcado por Everton Ribeiro ao 49 minutos da etapa final.

“Depois do nosso gol, estranhamente o time recuou. Em nenhum momento isso foi pedido, estávamos com um jogador a mais. Quando ficamos com a bola, tivemos domínio completo, mas acho que o emocional pesou um pouco. Do que foi o jogo, não dá para falar que o resultado foi injusto”, disse Fernando Diniz.

Eliminado, o Fluminense aguarda a definição da Taça Rio para saber se disputará as semifinais do Campeonato Carioca, algo que só não ocorrerá se o Vasco faturar o título do segundo turno do torneio estadual. E Diniz lamentou que o time dependa dos resultados de outros clubes para definir o seu futuro.

“É uma situação chata porque estamos fazendo um grande ano até agora, com nossos erros e acertos, mas é um time que começou desacreditado e está se encontrando. Vamos acreditar e ficar na torcida para que a gente consiga estar na disputa do Campeonato Carioca”, afirmou o treinador.

Ainda sem saber se segue na disputa do Campeonato Carioca, o Fluminense voltará a campo na próxima quarta-feira, quando visitará o Luverdense, no Passo das Emas, para o duelo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

“Temos que pensar no próximo compromisso com o Luverdense e não ficar imaginando o que vai acontecer no Carioca. Vamos esperar o jogo de quinta e de domingo para depois saber da nossa sequência”, comentou Diniz.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas