O espanhol David Ferrer mostrou porque é o principal favorito ao título do Torneio de Valência, na Espanha, e não teve trabalho para avançar às quartas de final nesta quinta-feira. Em 1h10min de partida, o cabeça de chave número 1 da competição derrotou com facilidade o francês Julien Benneteau, com parciais de 6/2 e 6/1.

Apesar da tranquilidade na vitória e da diferença de ranking – o espanhol é o quarto do mundo e o francês é apenas o 33.º -, Ferrer costuma ter dificuldade diante deste adversário. Este foi o nono confronto entre os experientes tenistas, sendo a quinta vitória do espanhol.

Nesta quinta, Ferrer aproveitou melhor as oportunidades para conseguir quatro quebras ao longo da partida e atropelar o adversário. Nas quartas de final, ele deve ter tarefa mais difícil, já que enfrenta o cabeça de chave número 5, o polonês Jerzy Janowicz, que derrotou em dois sets o português João Sousa, com parciais de 6/2 e 7/5.

Outro dos candidatos ao título que entrou em quadra nesta quinta foi o norte-americano John Isner. Mas o cabeça de chave número 4 não teve a mesma sorte dos outros favoritos, jogou mal e acabou surpreendido pelo francês Jeremy Chardy, que venceu por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (9/7) e 6/3, e agora terá pela frente o russo Dmitry Tursunov.

Nos outros jogos disputados do dia, o russo Mikhail Youzhny bateu o alemão Philipp Kohlschreiber por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3. Também em dois sets, o finlandês Jarkko Nieminen eliminou o colombiano Alejandro Falla: 6/2 e 6/3.

DUPLAS – Na chave de duplas, o Brasil garantiu um representante nas semifinais. André Sá e o alemão Tommy Haas derrotaram nesta quinta-feira os espanhóis David Marrero e Fernando Verdasco por 2 sets a 0, com parciais de 6/1 e 6/3. Agora eles podem enfrentar a dupla número 1 do mundo, os irmãos Bob e Mike Bryan, que duelam nas quartas com o mexicano Santiago Gonzalez e o norte-americano Scott Lipsky.