O técnico Luiz Felipe Scolari é o novo comandante do Bunyodkor, principal time do Usbequistão. O treinador assinou contrato de 18 meses na segunda-feira, e a confirmação aconteceu nesta terça, por meio de sua assessoria de imprensa.

Em sua primeira entrevista após o acordo com o clube usbeque, Felipão disse que a estrutura e o projeto de trabalho oferecidos pelos dirigentes foram os principais motivos para a assinatura do contrato.

“A opção foi feita em razão de uma série de detalhes, mas principalmente, aquilo que me foi oferecido de projeto. A ideia do presidente da equipe, o projeto do estádio, para março do ano que vem totalmente completo, sete campos de treinamento. E por me oferecer um projeto que se assimila a alguns projetos aos quais eu já trabalhei e que são muito interessantes para mim”, disse o técnico.

O Bunyodkor tem apostado em brasileiros para levar adiante seu projeto. O meia-atacante Rivaldo foi o primeiro grande nome a chegar ao clube. Na temporada passada, a equipe foi comandada pelo treinador Zico.

“O objetivo é levar alguns nomes no futuro, embora o maior nome tenha sido o Rivaldo, que é considerado um ídolo, como no Brasil. Agora, com a minha ida como técnico, algumas coisas poderão ser acrescentadas, no sentido de outros nomes”, disse Felipão.

O técnico vai trabalhar no futebol asiático após seis anos e meio na Europa, onde treinou a seleção de Portugal e o Chelsea. Ele não descarta a hipótese de voltar ao continente no futuro. “Eu sou um profissional e trabalho onde me dão a oportunidade de crescer, como é o caso do Bunyodkor. E não sei o que será depois de um ano e meio de contrato”, afirmou.