Roger Federer não teve facilidade para confirmar o seu favoritismo nesta sexta-feira. O suíço precisou jogar 2h07min para superar o búlgaro Grigor Dimitrov por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 6/7 (4/7) e 6/4, para ir às semifinais do Torneio de Brisbane.

Cabeça de chave número 1 do ATP 250 australiano, o tenista suíço assim se credenciou para enfrentar na próxima fase o austríaco Dominic Thiem, que fez bonito em outro jogo do dia ao eliminar o croata Marin Cilic, terceiro pré-classificado, com uma vitória por 2 sets a 1, de virada, com 2/6, 7/6 (7/4) e 6/4.

Essa foi a quarta vitória de Federer em quatro jogos com Dimitrov, que no ano passado já havia sido superado pelo recordista de títulos de Grand Slam na semifinal do mesmo Torneio de Brisbane que serve de preparação para o Aberto da Austrália, Grand Slam que começa no próximo dia 18. Antes disso, o suíço também levou a melhor sobre o búlgaro nas edições de 2013 e 2014 do Torneio da Basileia.

Para voltar a superar Dimitrov, o atual terceiro colocado do ranking mundial começou melhor o jogo desta sexta. Sem ceder chances de quebra de saque ao rival, ele converteu um de quatro break points para abrir a vantagem inicial de 6/4. Na segunda parcial, porém, o 28º colocado da ATP reagiu. Após cada tenista conseguir uma quebra de saque, a disputa foi ao tie-break, no qual o búlgaro foi um pouco superior para fazer 7/4 e empatar o jogo.

No terceiro set, entretanto, Federer retomou a regularidade do seu saque, com o qual confirmou todos os serviços sem oferecer chances de quebra, e ainda voltou a converter um de quatro break points para aplicar novo 6/4 para liquidar o jogo.

A outra semifinal em Brisbane também já está definida. E, para alegria da torcida local, ela contará com a presença de Bernard Tomic. Sétimo cabeça de chave, o tenista da casa avançou na competição ao surpreender o japonês Kei Nishikori, atual oitavo colocado do ranking mundial, com um triunfo por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 1/6 e 6/3.

Essa foi a primeira vitória de Tomic, hoje 18º da ATP, sobre Nishikori, que no ano passado eliminou justamente o australiano nas quartas de final em Brisbane. Antes disso, o tenista oriental também levou a melhor sobre o rival na Olimpíada de 2012, em Londres.

E o adversário de Tomic na semifinal deste sábado será o canadense Milos Raonic, quarto cabeça de chave, que confirmou favoritismo nesta sexta ao superar o francês Lucas Pouille por duplo 6/4.