A edição histórica de dez anos do Circuito de Corridas Caixa é também a mais forte, até o momento. A competição encerrou o primeiro semestre com crescimento médio de 35% nas inscrições em quatro das cinco etapas realizadas e recordes batidos em três delas. A quinta prova, marcando a estreia de Salvador no calendário, em 16/6, teve o significativo número de 2.500 competidores inscritos.

“A Caixa patrocina mais de 300 corridas por ano, de nível nacional e internacional. Entre elas, o Circuito tem crescido de 10 a 15% todos os anos a cada etapa. É uma das poucas competições que apresentam esse crescimento”, destaca Hélio Takai, diretor da HT Sports & Marketing, agência organizadora do evento. “A etapa de Salvador, por exemplo, teve um volume de participação muito expressivo para uma estreia.”

O nível técnico dos competidores também subiu nesta temporada, tornando as disputas cada vez mais acirradas. Três das cinco etapas realizadas – Goiânia, Uberlândia e Campo Grande – tiveram quebra de recorde nos 10 km, todas elas por africanos, que dominaram o primeiro semestre do Circuito. “Mesmo com os africanos vencendo todas as provas do circuito até agora (ganharam ainda em Belo Horizonte e Salvador), os resultados dos brasileiros também melhoraram muito. Basta comparar os tempos feitos este ano com os registrados nas últimas temporadas”, defende Takai.

O Circuito volta ao Nordeste no início de agosto para mais duas corridas, em Fortaleza (4) e Recife (11). Na sequência, vai para o Sul, com etapas em Porto Alegre (1/9) e Curitiba (22/9), segue para Ribeirão Preto (19/10) e São Paulo (27/10), no Estado paulista, e encerra as comemorações de dez anos em Brasília (24/11).