O acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense, que faria ontem o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana e que culminou com o adiamento da última rodada do Campeonato Brasileiro, modificou a programação de Atlético e Coritiba. Além de ter um tempo a mais de preparação para seus últimos compromissos pela competição nacional, a dupla Atletiba deverá também modificar a data da reapresentação dos atletas para o início da pré-temporada de 2017.

O Atlético, que luta por uma vaga na Libertadores da América do ano que vem e precisa vencer o Flamengo, na Arena da Baixada, alterou a programação e o técnico Paulo Autuori ganhou alguns dias a mais de preparação para o duelo decisivo. O presidente do Furacão, Luiz Sallim Emed, garantiu que o elenco segue focado na decisão contra o time da Gávea.

“Foi preciso adiar essa rodada. Toda a programação que estava feita, programada, foi alterada e será estendida em uma semana. Mas os atletas estão muito conscientes, estão muito seguros de que isso foi necessário mesmo e foi a decisão mais acertada”, garantiu Emed.

O Coxa, apesar do revés sofrido para o Vitória, na última segunda-feira, ainda mantém chances de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana, mas para isso, terá que vencer a Ponte Preta, dia 11, às 17h, em Campinas e torcer por um tropeço do Cruzeiro, que encara o Corinthians, no Mineirão.

O vice-presidente alviverde, Alceni Guerra, confirmou a mudança na programação e reforçou o discurso de luto à tragédia aérea envolvendo a delegação da Chapecoense. “Muda (a programação). A reapresentação já foi alterada. É um momento muito especial e que a gente tem que acompanhar a dor e o luto da Chapecoense”, emendou o cartola.

O Verdão, que deveria se apresentar para a pré-temporada no dia 4 de janeiro, por conta do adiamento, deverá iniciar os trabalhos em 2017 no dia 11, já que os atletas precisam ter 30 dias de férias. “A gente obedece a lei. Foi adiada em uma semana o término do Brasileiro e o início da pré-temporada também deve ser adiado. São normas e leis dentro do futebol que devem ser obedecidas”, cravou Guerra.

O presidente rubro-negro, Luiz Sallim Emed, também confirmou que o clube deverá atrasar a sua reapresentação para, em 2017, iniciar a pré-temporada. “Os atletas têm os direitos deles, de ter os 30 dias de férias. Também vai atrasar uma semana. São coisas que a gente compreende e sabe que tem que ser assim. Não tem outra forma, não tem outra maneira. Não tem como ser diferente”, concluiu o cartola.