O primeiro dia de treinos da seleção brasileira em Cingapura mostrou que Ronaldinho Gaúcho está feliz. Descontraído, ele brincou com os companheiros, deu muitas risadas e deixou claro que a fase em que andou calado e desanimado ficou para trás. “Ronaldinho recuperou o sorriso, está feliz de novo. Isso é muito bom para nós”, admitiu o técnico Dunga.

A motivação de Ronaldinho Gaúcho, que está disposto a arrebentar nesta temporada para se recuperar de dois anos de pouco brilho depois da Copa do Mundo, é um dos trunfos do treinador brasileiro para levar um grupo que mal se conhece ao desejado título olímpico nos Jogos de Pequim. “É claro que Ronaldinho é um jogador muito importante para o time, mas não podemos colocar toda a responsabilidade em cima dele”, avisou Dunga.

Dunga está preparando a cabeça do elenco para a pressão de ter de vencer a Olimpíada. Ele sabe que será criticado com qualquer outro resultado. “No Brasil só vale o primeiro lugar, não tem jeito. A Holanda foi vice-campeã do mundo duas vezes e falamos maravilhas dela, mas o Brasil ficou em segundo na Copa de 98 e todos dizem que foi um desastre. Precisamos ganhar o ouro, não temos outra opção. Prata ou bronze não servem para nós”, admitiu o treinador.