Anunciado na última quarta-feira como substituto de Paulo Autuori, recém-contratado pelo São Paulo, Dorival Júnior foi apresentado oficialmente nesta quinta, em São Januário, como novo técnico do Vasco. De volta ao clube onde conquistou o título da Série B do Campeonato Brasileiro em 2009, recolocando o time vascaíno na elite nacional, o comandante destacou que precisará fazer os torcedores acreditarem novamente que a equipe pode brigar por títulos.

“Temos que recuperar a confiança do nosso torcedor. Esse é o nosso maior desafio neste momento. Temos que trazer o torcedor para o nosso lado porque é esse sentimento que sempre moveu a equipe”, ressaltou Dorival, em entrevista coletiva, na qual depois acrescentou: “A torcida do Vasco é muito forte e, com esse apoio, com certeza os resultados acontecerão”.

Ainda sofrendo com os efeitos da grande debandada de jogadores do seu elenco, motivada em grande parte pelos graves problemas financeiros que desmontaram o forte time que possuía até meados do ano passado, o Vasco sequer conseguiu se classificar para as semifinais do primeiro e do segundo turno do último Campeonato Carioca e ocupa hoje a 14.ª posição do Brasileirão, com sete pontos em seis jogos.

E, nesta sua nova chegada ao Vasco, Dorival minimizou o peso das dificuldades atuais enfrentadas pelo time e lembrou que vários outros clubes da própria elite do futebol brasileiro também estão atravessando crises internas e tentando se reestruturar. O treinador também exibiu postura diferente da que foi adotada por Autuori, que vinha reclamando com frequência dos problemas internos que estão refletindo no desempenho dos jogadores em campo nesta temporada.

“O problemas existem, como em todos os clubes, mas precisamos deixar isso de lado, conhecendo a nossa realidade, trabalhando para que sejam solucionados. O campo tem que estar blindado de tudo isso”, enfatizou Dorival, salientando que deixará nas mãos dos dirigentes a responsabilidade de reerguer a estrutura financeira do Vasco.

“O importante é voltar um pouco mais ao campo. As coisas extras são para as pessoas competentes. Precisamos parar de jogar a nossa responsabilidade em cima de outros detalhes. Não tenho dúvidas de que em curto espaço de tempo as coisas serão resolvidas”, aposta o treinador, otimista.

Dorival volta ao Vasco depois de ter dirigido o Flamengo entre 2012 e 2013, ano em que foi demitido na mesma temporada no qual o clube da Gávea contratou Jorginho, demitiu o ex-lateral tetracampeão do mundo de 1994 e contratou Mano Menezes. Antes disso, o treinador passou pelo comando de Santos, Atlético-MG e Internacional, nesta ordem, depois de ter encerrado a sua primeira passagem pelo clube de São Januário.