Com uma equipe praticamente reserva, o Cruzeiro superou a falta de entrosamento e conseguiu buscar o empate por 1 a 1 com a Chapecoense, neste domingo, na Arena Condá, em Chapecó, em partida válida pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Hugo Ragelli, estreante no time profissional, entrou no lugar de Neilton e balançou as redes para igualar o marcador. Bruno Rangel havia inaugurado o placar aos 39 minutos do primeiro tempo.

Esta foi a nona partida consecutiva sem derrota dos mineiros, mas isso pouco importa na classificação. Com o título conquistado antecipadamente, o Cruzeiro segue na ponta da tabela, agora com 77 pontos. A Chapecoense, já garantida na Série A de 2015, permanece na 14.ª colocação, com 43 pontos.

No próximo domingo, às 17h, ambos os clubes fecham a participação na temporada 2014. Os catarinenses visitam o Goiás no Serra Dourada, enquanto o Cruzeiro recebe o Fluminense no Mineirão.

O JOGO – A partida começou morna e a primeira chance de gol foi somente aos 17 minutos. Neilton recebeu passe de Lucas Silva, ficou sozinho na área, mas errou o alvo ao tentar toque por cima do goleiro. A resposta do time da casa não demorou e, aos 20 minutos, Tiago Luis soltou a bomba de longe para grande defesa de Elisson.

Sentindo a falta de entrosamento, o Cruzeiro pouco atacava e cedia terreno para a Chapecoense. Aos 33 minutos, Camilo fez grande jogada pela direita e tocou para Tiago Luis, dentro da área. O atacante chutou forte, mas a zaga celeste fez corte providencial. O clube catarinense seguiu pressionando e foi premiado aos 39 minutos. Wanderson ganhou de Manoel e cruzou para Bruno Rangel abrir o placar na Arena Condá.

No segundo tempo, as duas equipes diminuíram ainda mais o ritmo da partida e houve tempo até para uma homenagem. Aos seis minutos, o técnico Celso Rodrigues mandou a campo o goleiro Nivaldo, 40 anos de idade e 8 anos de Chapecoense, para sua 272.ª partida com a camisa do clube. Imediatamente o veterano foi ovacionado e recebeu de Rafael Lima a braçadeira de capitão.

Porém, a festa da torcida não durou muito. Aos 25 minutos, o estreante Hugo Ragelli substituiu Neilton e, um minuto depois, marcou seu primeiro gol como atleta profissional. Judivan – outro novato no time de Marcelo Oliveira – fez boa jogada pela direita e cruzou para o atacante testar para o fundo do gol de Nivaldo. Pouco depois, Marcelo Moreno ainda tentou de bicicleta, mas o tento de Ragelli deu números finais à partida.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 1 X 1 CRUZEIRO

CHAPECOENSE – Danilo (Nivaldo); Fabiano, Rafael Lima, Douglas Grolli e Rodrigo Biro (Jussandro); Wanderson, Diones, Bruno Silva e Camilo; Tiago Luis (Hyoran) e Bruno Rangel. Técnico: Celso Rodrigues.

CRUZEIRO – Elisson; Willian Farias, Léo, Manoel e Samudio (Breno); Bruno (Judivan), Lucas Silva, Eurico e Marlone; Neilton (Hugo Ragelli) e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira.

GOLS – Bruno Rangel, aos 39 minutos do primeiro tempo. Hugo Ragelli, aos 26 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Grazianni Maciel Rocha (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Fabiano e Rodrigo Biro (Chapecoense).

PÚBLICO – 8.467 torcedores.

RENDA – R$ 99.750,00.

LOCAL – Arena Condá, em Chapecó (SC).