O Coritiba sofreu no início da noite desta terça-feira (20) um duro golpe. Numa canetada, o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Ronaldo Botelho Piacente, acolheu o pedido da Procuradoria e suspendeu preventivamente o atacante Kléber pela troca de cusparadas com o volante Edson, do Bahia, na partida da última quinta-feira (15), no Couto Pereira. Ele fica fora do Campeonato Brasileiro até o julgamento do caso, que deve acontecer na próxima semana.

Naquela partida, os dois jogadores se estranharam desde o início, e aos 25 minutos do segundo tempo, o Gladiador cuspiu no rosto do adversário, que logo depois revidou. O árbitro Wagner Reway viu tudo e acabou expulsando diretamente ambos. Kléber cumpriu a suspensão automática e voltaria a campo nesta quinta (22), contra o Grêmio, mas a Procuradoria pediu um gancho imediato para o atacante alviverde.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro!

Os dois jogadores foram denunciados pela cusparada, mas a Procuradoria relatou também dois lances através das imagens da televisão – um soco no mesmo Edson, e uma cotovelada no ex-coxa Zé Rafael. Kléber foi denunciado em dois artigos, e pode pegar até 24 jogos de suspensão, além da preventiva decretada pelo presidente do STJD. Segundo a nota oficial do tribunal, “a Procuradoria destacou a gravidade nos atos praticados pelo atleta do clube paranaense e, com base no artigo 35 do CBJD, solicitou através de liminar a suspensão preventiva do atleta”.

O prazo máximo desta suspensão é de trinta dias, que será descontado do período posterior caso Kléber seja punido pelo tribunal. Edson poderá continuar atuando, pois apesar de ter sido denunciado, a Procuradoria não pediu sua suspensão imediata.

A perda de Kléber acaba mudando os planos do técnico Pachequinho, que contava com o retorno do seu centroavante, o que também foi comemorado por seus companheiros.

Por meio da assessoria de imprensa, o Coxa afirmou que só irá se manifestar sobre o caso juridicamente, o que deve acontecer nesta quarta-feira (21). A tendência é que o clube entre com um efeito suspenso para poder utilizar o atacante contra o Grêmio.