Embalado pelo título na Taça Dionísio Filho, o Coritiba foi ao Centro-Oeste do país para enfrentar o Goiás no jogo de ida da Copa do Brasil. Foram os primeiros 90 minutos de uma decisão que vai ser definida no dia 14 de março, no Couto Pereira. Em um duelo de Série B, o alviverde paranaense sentiu a pressão do time da casa, que criou as melhores oportunidades, e acabou terminando este primeiro confronto na desvantagem. O time esmeraldino levará para a decisão para o Couto Pereira com a vantagem de um gol no placar agregado.

Tentando aproveitar o fator casa, o Goiás começou a partida pressionando, tentando abrir o placar a todo o custo.
Lucão, aos 12 minutos, recebe na área e chuta de lado, mas a bola vai acima da meta do goleiro Wilson.
Aos 24 a primeira finalização perigosa do Coritiba no jogo. Guilherme Parede toca para Julio Rusch, que chuta de primeira e exige que o goleiro Marcelo Rangel caia e tire a bola, que ia entrando, do canto.

Confira como foi o jogo entre Goiás e Coritiba!

Aos 34 um lance perigoso a favor do time esmeraldino. Lucão chutou, Wilson rebateu, a bola sobrou na área e no bate e rebate Lucão, de bicicleta colocou para dentro das redes, mas o árbitro já tinha marcado impedimento. O placar seguiu zerado.

Aos 40, Caique, na esquerda, chutou firme e Wilson afastou a bola. Aos 45 outra boa oportunidade para a equipe da casa. Caíque manda no canto e Wilson salva, mandando a bola para escanteio. As melhores oportunidades na primeira etapa foram criadas pelo time esmeraldino, mas faltou qualidade nas finalizações para que a equipe saísse na frente. Além disso, Wilson foi preciso para afastar os perigos.

No segundo tempo o Goiás continuou mostrando que estava determinado a conseguir uma vantagem e jogador que teve mais oportunidades de marcar no início foi o atacante Carlos Eduardo. Aos 8 minutos, Maranhão passou por Benítez e tocou para Jefferson. O lateral-esquerdo dominou com tranquilidade dentro da área e chutou forte no alto do gol de Wilson. 1 x 0 para o Goiás.

Foto: Divulgação/Coritiba.
Foto: Divulgação/Coritiba.

Aos 17 minutos, o Coritiba perdeu uma chance inacreditável. Iago Dias ganhou de Eduardo Brock, cruzou para o lado esquerdo, Alecsandro, no meio do caminho, deu aquela “enganada” e deixou a bola passar para Guilherme Parede que, sem marcação, precisava apenas mandar para o fundo das redes, mas chutou para fora. O Goiás não se contentava com o placar e continuava propondo o jogo. Quando o cronômetro marcava 30, Lucão tentou passar pela marcação, que falhou e possibilitou que o jogador esmeraldino prosseguisse o lance. A bola sobrou para Maranhão, que chutou na cara de Wilson, mas parou no goleiro. No último minuto, Lucão ainda carimbou o travessão da meta alviverde. Fim do jogo e a vantagem para o jogo de volta é do Goiás. Após a partida de volta O time que vencer no placar agregado, garante a cota de R$ 1,8 milhão pela participação na quarta fase da Copa do Brasil.

Vale lembrar que não existe mais a vantagem do gol qualificado. Portanto, caso a soma dos placares dos dois jogos signifique empate, a decisão será nos pênaltis.

Ficha Técnica
Copa do Brasil
3ª Fase – Ida

Goiás 1 x 0 Coritiba

Goiás: Marcelo Rangel; Caíque Sá (Pedro Bambu), David, Brock e Jefferson; Madison, Léo Sena (Elyeser) e Giovanni; Carlos Eduardo, Maranhão (Felipe Garcia) e Lucão.
Técnico: Helio dos Anjos

Coritiba: Wilson; César Benítez, Thalisson Kelven, Romércio e Léo Andrade; João Paulo (Simião); Júlio Rusch, Thiago Lopes (Pablo), Guilherme Parede e Iago Dias; Alecsandro (Evandro).
Técnico: Sandro Forner

Local: Serra Dourada (Goiânia-GO)
Horário: 19h30
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Flavio Gomes Barroca (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
Cartões amarelos: Léo Andrade, Simião e Julio Rusch (COR); Giovanni, Madison (GOI)
Gol: Jefferson, aos 8’ 2ºT (Goiás)
Renda: R$ 145.760
Público pagante: 15.267
Público total: 17.556